CARNAVAL

Balé Popular Papanguarte na expectativa pelo Carnaval

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 29/01/2011 às 15:56
NOTÍCIA
Leitura:

O Balé Popular Papanguarte, da cidade de Bezerros, no Agreste de Pernambuco, é um exemplo da importância de resgatar a rica cultura popular da região. O grupo surgiu há 13 anos na cidade famosa pelos personagens carnavalescos que escondem a verdadeira identidade atrás de máscaras - os papangus.

“O Papanguarte foi criado justamente para fortalecer as manifestações culturais do Estado e divulgá-las. Antes da criação dele, outras cidades solicitavam a apresentação de grupos que caracterizassem Bezerros. Como não existia, acabávamos tendo que contratar pessoas e fantasiá-las, porém não havia uma coreografia definida”, explica o coordenador do grupo, Robeval Lima.

A primeira vista é um verdadeiro bloco carnavalesco, porém, muito mais que isso, o Papanguarte é um grupo cultural com variadas opções de apresentações. Um dos espetáculos é o “Pernambuco dos Papangus: Terra do Frevo e do Maracatu”. A encenação apresenta diversos ritmos pernambucanos. “A gente faz uma verdadeira viagem na cultura pernambucana. Apresentamos o maracatu, caboclinho, passistas de frevo, forró, coco, bumba meu boi entre outros. Mas, para manter a característica do grupo, os dançarinos sempre utilizam as máscaras de papangu”, diz o coreógrafo Carlos Marques, 47.

Os personagens folclóricos Mateu e Catirina apresentam para o público as encenações. “Em um dos nossos espetáculos, Mateu e Catirina contam a história da origem do nome Pernambuco. Daí em diante eles falam sobre a cultura do nosso Estado, intercalando com belas apresentações de dança”, explica o coreógrafo.

O Papanguarte possui 40 integrantes, com idades a partir dos 12 anos. O grupo se orgulha em colecionar diversos prêmios em apresentações por todo o país. Em 1998 recebeu o Selo Ouro do Programa de Municipalização do Turismo, do Governo Federal, em Brasília.

Mais Lidas