Justiça

Juizado do Forró irá atender pequenos crimes no São João de Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 02/06/2016 às 8:42
NOTÍCIA
Leitura:

O São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, contará pela 8ª vez com o Juizado do Forró, que irá atender casos de caráter cível e criminal de menr potencial ofensivo. O serviço será coordenado pelo juiz Marupiraja Ramos e funcionará no Espaço Cultural Tancredo Neves, no Centro de Operações Integradas (COI) da Fundação de Cultura.

A iniciativa é uma parceria entre o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Defensoria Pública, Secretaria de Defesa Social (SDS), Prefeitura de Caruaru e Faculdade Asces.

O juizado irá contar com cinco servidores plantonistas, entre defensor público, promotor de justiça, perito criminal, médico legista e o juiz, além de um advogado e 10 alunos do curso de direito, que serão voluntários nos plantões.  O funcionamento será em regime de plantão, nos dias 4, 10, 11, 17, 18, 23, 25, 28 e 29 de junho, das 22h até às 3h.

O juiz responsável destaca que, segundo as experiências dos anos anteriores, as principais ocorrências que devem ser observadas são: posse de substâncias entorpecentes, agressões, furto, roubos, apreensões de arma de fogo e arma branca, desacatos, resistências à prisão e reclamação do consumidor. Nos preparamos para atender principalmente os casos que envolvem drogas e agressões. A nossa intenção é proporcionar tranquilidade para quem vier à festa. É interessante que possamos resolver tudo lá mesmo, pois teremos outros agentes no COI com quem contaremos, acrescenta Marupiraja Ramos.

Mais Lidas