Período junino

São João de Caruaru conta com pai de santo e jogo de búzios

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/06/2016 às 15:12
NOTÍCIA
Leitura:

O pai de santo Sr. Amaro atende no polo da Estação Ferroviária de Caruaru durante todo o período junino sempre de quarta-feira a sexta, das 18h às 23h, e sábado e domingo, das 5h às 0h.
Foto: Divulgação
Apesar de ser uma festa originalmente católica, o São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, também abre espaço para ritos de outras crenças como o jogo de búzios, de religiões africanas. O pai de santo Sr. Amaro atende no polo da Estação Ferroviária da cidade durante todo o período junino, sempre de quarta-feira a sexta, das 18h às 23h, e sábado e domingo, das 5h às 0h.

O pai de santo de Caruaru costuma receber no período junino até 50 pessoas em sua casinha no coração do São João da cidade. Cada atendimento pode durar entre 20 e 40 minutos. Antes porém, Sr. Amaro saúda todos os orixás durante o ato de jogar as conchas, conversa com as dinvidades e faz perguntas a elas. Os orixás também influenciam no modo como os búzios se espalham na mesa, assim dando respostas para as dúvidas de quem solicita o jogo.

Os búzios são conchas de praia de vários tamanhos que são jogados sobre uma mesa, previamente preparada, por um pai de santo. O jogo é uma arte divinatória que teve origem nas religiões de matizes africanas. São vários os métodos de jogo dos búzios, mas o que é realizado na festa junina do município do interior de Pernambuco consiste no arremesso de um conjunto de 16 conchas na mesa. 

Mais Lidas