Balanço

Mais de 700 pessoas foram detidas durante São João de Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 05/07/2016 às 11:14
NOTÍCIA
Leitura:

São João de Caruaru foi realizado de 4 a 29 de junho
Foto: Divulgação.
A Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, apresentou nesta terça-feira (5) o balanço do São João 2016. A festa ocorreu de 4 a 29 de junho. De acordo com a Fundação de Cultura, mais de R$ 200 milhões foram movimentados na economia da cidade durante o evento e  cerca de 2 milhões de turistas visitaram o município.

Os dados da Polícia Militar apontam que mais de 700 pessoas foram detidas no Posto de Comando, um aumento de 12,5% em relação ao registrado no ano passado. Foram apreendidos 45 papelotes de maconha, 60 tubos de cola, 19 armas brancas e duas armas de fogo curtas, explica o comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, coronel Roberto Galindo.

Show de Safadão teve recorde de público e confusão
Foto: Divulgação.
O balanço da fundação aponta ainda que foram realizadas 556 apresentações durante a festa, sendo que 236 de artistas individuais. Mais de 10 mil empregos foram gerados durante o período, de forma direta e indireta. Tivemos ainda uma lotação de 98% na rede hoteleira do município e um aumento de 20% nas vendas do comércio, afirma a presidente da Fundação, Lúcia Lima.

Confusão e tumultos A noite do show de Wesley Safadão ficou marcada pelo maior público dos últimos anos da festa. Segundo a Polícia Militar, cerca de 120 mil pessoas estiveram no Pátio do Forró. Os portões foram fechados e muita gente não conseguiu entrar. Algumas pessoas tentaram arrombar os portões de acesso e invadir o pátio.

De acordo com informações do magistrado, o saldo da noite na qual acabou sendo registrado o maior público do ano foi o seguinte: "174 pessoas atendidas no Posto Médico, muita gente pisoteada, um tiro na cabeça de um rapaz, uma agressão a faca, um Capitão da PM (Polícia Militar) com a perna quebrada. Além de três audiências no Juizado do Forró, passarela do Portão 3 danificada, parte da estrutura dos camarotes comprometida."

Cachê do Safadão O show de Wesley Safadão custou R$ 575 mil. O dinheiro foi pago pelos patrocinadores da festa e depois de muita polêmica, será doado para instituições de caridade de Caruaru. A polêmica começou após Campina Grande, na Paraíba, anunciar que havia contratado o cantor por R$ 195 mil. A Justiça suspendeu o show e pediu esclarecimentos à Fundação de Cultura.

A diferença no cachê é de 294%, segundo apurou o TV Jornal Notícias da TV Jornal no interior. Por causa da diferença entre os valores dos shows do mesmo artista, o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), foi notificado pelo Ministério Público Federal (MPF), pelo Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) e pelo Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO). Os representantes da prefeitura e do artista conseguiram explicar os valores ao desembargador José Viana Ulisses Filho, que liberou o show.

Durante a apresentação na Capital do Agreste, o cantor fez um desabafo e anunciou que doaria todo o cachê recebido pela apresentação. Se o problema é dinheiro, pode espalhar aí que o meu cachê está voltando para Caruaru para ajudar a quem realmente precisa. Em Caruaru eu toco até de graça. O que eu não quero é ficar de fora dessa festa", disse Wesley, levando o público que superlotava o espaço ao delírio. Na noite da apresentação de Safadão, a capital do Forró registrou o maior público da festa deste ano: mais de 120 mil pessoas.

{YOUTUBE https://www.youtube.com/watch?v=aMH7gXJ_V9o&feature=share}

Camarotes arrombados
Ladrões arrombaram os camarotes do São João de Caruaru no dia 15 de junho. Os espaços instalados no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga tiveram as portas quebradas. Os suspeitos roubaram objetos como câmeras, tripés, roteadores e até uma imagem de Santo Antônio, que estava em um dos camarotes. A PM conseguiu recuperar parte dos equipamentos roubados no dia 17. Seis pessoas foram detidas.

Mais Lidas