Concurso

Pernambucana vai representar Brasil no Mini Miss Universo no Peru

Ana Maria Miranda
Ana Maria Miranda
Publicado em 26/09/2016 às 11:25
NOTÍCIA
Leitura:

Letícia Gabrielle, 8 anos, vai representar o Brasil no Mini Miss Universo, no Peru
Foto: divulgação/Edson Gomes
Uma estudante de oito anos que mora em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, vai representar o Brasil no concurso de Mini Miss Universo, que será realizado em Arequipa, no Peru, nos dias 28, 29 e 30 deste mês.

Letícia é a atual Mini Miss Brasil, já que o concurso de 2016 só será em outubro
Foto: Ana Maria Miranda/NE10 Interior
Letícia Gabrielle e a mãe, a professora da rede pública Érika Letícia, viajam na madrugada desta terça-feira (27) para o país onde o concurso será realizado. Letícia é a atual Mini Miss Brasil e também venceu o Mini Miss Pernambuco e o Mini Miss Gravatá.

A pequena vai vestir três trajes: o de banho, o típico e o traje de gala. De acordo com o estilista dela, Jam Moraes, o look típico remete à natureza e ao verde do Brasil. "Estamos prontos para trazer a coroa, o traje de gala vai fechar com chave de ouro", afirma.

"É uma emoção muito grande estar representando um país de pessoas tão belas e tão bonitas", diz a Mini Miss Brasil. Sobre a viagem, a expectativa dela é que seja boa, já que vai passar por novas experiências: "Espero trazer o título".

Letícia vai concorrer com outras 29 meninas no Mini Miss Universo. O cronograma inclui participação de almoço com as outras candidatas, entrevista à imprensa local e passeio pela cidade.



A mini miss ainda participa de entrevista com os jurados. "Não só é a beleza, a postura na passarela. É um conjunto", afirma a mãe da menina. Como é professora de espanhol, Érika deu dicas do idioma à filha para tentar convencer os jurados.

Início da carreira

A carreira de modelo da menina começou aos três anos. A oportunidade surgiu durante passeio em shopping no Grande Recife, quando a criança foi chamada para participar de uma propaganda do mall. A partir daí, a menina recebeu outras propostas e chegou a ser convidada por 17 agências na área de modelo e elenco.

Com o sucesso, a mãe matriculou a menina para aulas de atuação no Teatro Valdemar de Oliveira, no Recife, durante os fins de semana. A criança ainda faz aulas de inglês. "Ela é primeira de sala. Todo mundo pergunta se isso não atrapalha os estudos. Se ela não tivesse boas notas e um bom desempenho escolar eu não a colocaria nesta área", garante Érika.

Perguntada sobre como a família recebe a carreira da menina, a professora diz que o pai dela ficou preocupado no início. "Meu marido era mais precavido", afirmou. Porém, após insistência da menina, a família decidiu seguir em frente, sempre analisando cada oportunidade.

Ainda segundo a mãe de Letícia, os custos para a carreira da menina são altos, mas ela consegue continuar com a realização de eventos, rifas, apoio da família, entre outros.

Mais Lidas