Valores

Cachê de Aviões foi duas vezes mais caro em Gravatá do que em Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 20/06/2017 às 10:39
NOTÍCIA
Leitura:

Apresentação de Xand Avião aconteceu no dia 17 de junho em Gravatá
Foto: divulgação/Prefeitura de Gravatá

Os valores dos cachês pagos à banda Aviões do Forró durante as festas juninas de Caruaru e Gravatá, no Agreste de Pernambuco, estão sendo alvo de polêmica na região. Isto porque o valor do show em Gravatá foi de R$ 280 mil, o dobro do preço da apresentação em Caruaru, de R$ 140 mil.

Xand Avião apresentou-se em Gravatá no dia 17 de junho, um sábado, na mesma data das bandas Pinga Fogo e Capim com Mel. Segundo a Polícia Militar, o público estimado foi de 70 mil pessoas no Pátio Chucre Mussa Zarzar.

O show em Caruaru foi realizado no dia 4 de junho, um domingo, no fim de semana da abertura dos festejos, na mesma data de Joana Angélica, Saia Rodada e Jorge de Altinho. De acordo com a PM, o público estimado foi de 56 mil pessoas, o segundo dia com maior público no São João da cidade até agora.

Respostas

Após a polêmica, a banda Aviões do Forró emitiu nota de esclarecimento. No texto, a banda afirma que fatores como as datas dos eventos alteram os valores. O show de Gravatá foi realizado na segunda quinzena do mês, quando as festas juninas ocorrem com maior periodicidade, e o de Caruaru no início de junho. Outro argumento apresentado pela banda foi o dia da semana: o show de Gravatá aconteceu no sábado, enquanto o de Caruaru ocorreu no domingo.

Aviões do Forró disse ainda que o evento em Caruaru aconteceu em "dobrada", que é quando a banda aproveita o retorno de um trajeto para realizar o show, diminuindo os custos de logística. Ainda de acordo com a nota da banda, para o show em Gravatá foram necessários serviços de traslado aéreo extraordinário, o que onerou o custo.

"A banda Aviões do Forró reitera todo o seu bom zelo, lisura e idoneidade para com o trato dos seus contratantes, dispensando-lhes um linear tratamento, mas, contudo, limitado aos parâmetros de duas despesas, analisando-as, uma a uma, para a composição dos valores de suas apresentações", diz o texto.

Por meio de nota, a Prefeitura de Gravatá informou que o valor pago à banda foi referente a um show exclusivo para cidade, conforme Nota Fiscal número 980, disponível no Portal da Transparência. A Secretaria de Turismo informou ainda que o valor do cachê incluiu o custo das passagens aéreas e toda a estrutura trazida pela banda. O público recorde aumentou as vendas do comércio e a movimentação da rede hoteleira da cidade, ainda segundo a prefeitura. A Prefeitura de Caruaru ainda não se pronunciou.

Mais Lidas