Cultura

Gonzaga de Garanhuns é aprovado para 2ª fase do Patrimônio Vivo de PE

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 22/05/2018 às 12:15
NOTÍCIA
Leitura:

Gonzaga de Garanhuns participa do concurso do Patrimônio Vivo de Pernambuco
Foto: divulgação/Prefeitura de Garanhuns

O mestre do reisado Luiz Gonzaga de Lima, conhecido como Gonzaga de Garanhuns, foi habilitado para a segunda fase do concurso do Patrimônio Vivo de Pernambuco. O mestre mantém viva a tradição desde crianças a idosos do município. Gonzaga está entre os 53 aptos na 13ª edição do certame, realizado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).

Gonzaga começou no reisado desde os 13 anos, quando teve o primeiro contato com o folguedo na zona rural da cidade. Em 1977, foi formado o Reisado do Mestre João Gomes, em Garanhuns, e Seu Gonzaga foi convidado para ser o personagem Mateus. Ao mesmo tempo que trabalhava no comércio e participava de reisados, conciliava o tempo com a produção de literatura de cordel. Em 1973, escreveu o seu primeiro trabalho, "Lampião e Serrinha".

Atualmente, Seu Gonzaga possui mais de 350 títulos autorais, que já ultrapassaram fronteiras e estão expostos em outros países, como Estados Unidos, França e Japão. Ele já participou de festivais regionais e de produções de LPs.

Os cinco reisados de que ele faz parte são formados por idosos, adolescentes e crianças que ensaiam semanalmente no Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do bairro Heliópolis. Em novembro no ano passado ele recebeu o Prêmio dos Mestres da Cultura Popular: Edição Leandro Gomes de Barros. A premiação é realizada pelo Ministério da Cultura e vai gratificar os selecionados com um valor de R$ 10 mil. O artista recebe apoio do Governo Municipal de Garanhuns, através da Secretaria de Turismo e Cultura.

Mais Lidas