menu

Conheça a origem do xaxado, dança típica do Sertão pernambucano

Cangaceiros usavam o xaxado como grito de guerra e para entretenimento

Grupos de Xaxado participam de encontro periodicamente em Serra Talhada
Grupos de Xaxado participam de encontro periodicamente em Serra Talhada (Sebastião Costa/divulgação)

Dança típica do Nordeste brasileiro, o xaxado surgiu das regiões rurais do Pajeú e Moxotó, no Sertão Pernambucano. Há várias teorias sobre a inspiração da dança: uns dizem que na cultura indígena; outros, portuguesa. O estilo teria sido criado pelos cangaceiros do bando de Virgolino Ferreira da Silva, conhecido como Lampião.

Há relatos de que nome "xaxado" surgiu do som que as pessoas fazem com as alpercatas arrastadas no chão durante a dança. O nome também pode ter surgido da variação da palavra sachar, que significa cavar a terra com o sacho (ferramenta de agricultura) na plantação de feijão.

Antigamente, a dança era executada de forma individual e apenas por homens, já que não havia mulheres no Cangaço. O rifle era utilizado como "dama". Os bandos praticavam a dança como grito de guerra ou para celebrar vitórias. "Lampião levou a dança para entretenimento na caatinga. Quando as mulheres entraram no cangaço, por volta de 1930, passaram a dançar também", relatou a presidente da Fundação de Cultura Cabras de Lampião, Cleonice Maria.

Os grupos dançavam em fila indiana. O da frente - o chefe do grupo ou o poeta - puxava os versos cantados. O resto do bando respondia em coro, com letras de insulto aos inimigos, lamentando a morte de companheiros ou enaltecendo aventuras e façanhas.

Agora, a dança é praticada por pares e acompanhada por sanfona, zabumba e triângulo. As pessoas avançam o pé direito em três e quatro movimentos laterais e puxam o pé esquerdo, sapateando arrastando os pés. As roupas do grupo são de cangaceiros, mas na maioria das vezes só os homens portam o rifle.

Encontro de Xaxado

Principal cidade do Sertão do Pajeú e terra natal de Lampião, Serra Talhada é conhecida como a Capital do Xaxado e tem vários grupos do ritmo. Anualmente, a cidade sedia o Encontro Nordestino de Xaxado, que recebe dezenas de grupos de todo o País.

A 14ª edição, em 2019, reúne 40 de grupos para celebrar não só o xaxado como a cultura popular em geral. "É muito importante, porque o Encontro de Xaxado divulga esta dança de forma mais ampla, aquece a economia local através do turismo e fortalece o sentimento de imortalizar o xaxado", revela a presidente da Fundação de Cultura Cabras de Lampião.

O evento começou nesta quarta-feira (6) e segue até o próximo domingo (10) na Estação do Forró, escolas da rede pública de ensino, Pátio da Feira Livre e Sítio Passagem das Pedras, distrito da zona rural do Sertão do Pajeú. A programação completa está disponível no site.

14º Encontro Nordestino do Xaxado é realizado em Serra Talhada

  • 07/11/2019 20:03
Dança típica do Nordeste brasileiro, o xaxado surgiu das regiões rurais do Pajeú e Moxotó, no Sertão Pernambucano. Há várias teorias sobre a inspiração da dança: uns dizem que na cultura indígena; outros, portuguesa. O estilo teria sido criado pelos cangaceiros do bando de Virgolino Ferreira da Silva, conhecido como Lampião. 2 minutos e 50 segundos