Eventos

Com pandemia, casais precisam readaptar sonho do casamento

Mini wedding está ainda mais em alta

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 12/09/2020 às 11:46
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Muitos casais sonham em ter uma festa de casamento com muitos convidados, comida, música, decoração, enfim, tudo de melhor para marcar o dia especial. Porém, com a pandemia da covid-19, o setor de eventos foi um dos mais impactados. Desde março, não é permitido realizar festas de grandes proporções, o que acabou adiando algumas datas. Outros casais preferem readaptar os planos para concretizar o matrimônio.

A assistente de atendimento Thaís Silva e o modelo Breno Johnson estão com o casório marcado para março de 2021, mas ainda não sabem se conseguirão realizar a festa. "É realmente um desafio, porque a gente tinha todo um planejamento antes de começar a questão da quarentena, e veio a surpresa de que a gente não ia poder mais ir atrás dos fornecedores. E o pior, a gente não tem a certeza agora que a gente vai poder, daqui para março, ter a quantidade de pessoas que a gente queria. Nossa família é grande, só com eles já deu 130 pessoas", conta Thaís.

Juntos há mais de dois anos, os pombinhos já se preparam de várias formas para poder custear a festa. Eles já fizeram uma rifa nas redes sociais para sortear um jogo de panelas, por exemplo. Para o modelo Breno Johson, o importante é ter uma data para lembrar esta etapa da vida: "O sonho da gente é que aconteça, a gente crê muito que vai acontecer, não necessariamente do jeito que a gente quer, mas do que a gente precisa".

Mini wedding

Já adotado por muitos casais, o mini wedding está se popularizando ainda mais neste período. O formato consiste em fazer uma festa bonita, mas com pequenas proporções, para não deixar a data passar em branco.

"O mini wedding já é uma tendência, as pessoas hoje não querem abrir mão de casar por não poder fazer um grande evento, então eles fazem uma coisa mais intimista, chamam as famílias, poucos padrinhos. Casam e conta da mesma forma", explicou a assessora de casamentos, Elaine Santos. Para ela, quando a pandemia passar, as comemorações serão ainda mais especiais.

Mais Lidas