empreendedorismo feminino

Pequena empreendedora se destaca com a venda de doces e sobremesas no Agreste

Yasmim Golveia é proprietária da Dona Doce e, apesar das inúmeras dificuldades, sempre acredita que pode fazer mais pelo seu negócio.

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 11/03/2021 às 15:52
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Ainda adolescente, Yasmim Golveia, que hoje é proprietária da Dona Doce, começou a vender trufas de chocolate na escola e em alguns estabelecimentos por incentivo da mãe, que preparava os doces. Naquela época, era uma renda extra para a família.

"Com 12 anos eu tive minha primeira experiência na cozinha, que foi quando eu e minha mãe começamos a fazer trufas de chocolate para vender. Ela era professora e levava para a escola e eu também vendia na escola e vendia em um centro de compras na época", contou Yasmim em entrevista ao Cotidiano, da TV Jornal Interior.

A pequena empreendedora relatou ainda que no começo sua mãe lhe colocava dentro de um ônibus para vender trufas e salada de frutas nos lugares e, mais tarde, Yasmim voltava apra casa e era recebida pela mãe. "Foi assim que minha história começou dentro da confeitaria", afirmou.

Depois da adolescência, Yasmim voltou a fazer doces e usava o dinheiro para ajudar a manter a família. Mesmo com a vontade de sempre emrpeender mais, ela precisou interromper os negócios diversas vezes para cuidar dos quadro filhos. Mesmo diante das dificuldades, ela contou com ajuda da família e do marido.

Junto com o marido, a empresária investiu no serviço delivery da Dona Doce, que a cada dia conquista mais espaço para a venda de sobremesas em Caruaru, no Agreste. "Eu acho que toda mulher tem essa força e essa capacidade dentro de si. Só basta ela acreditar", ressaltou Yasmim.

Confira a reportagem completa

Mais Lidas