menu

Serra Talhada: projeto usa inteligência artificial contra a cegueira

Primeiros atendimentos acontecem entre os dias 28 e 29 de Novembro

Inicialmente, cerca de 100 pacientes serão atendidos pelo serviço
Inicialmente, cerca de 100 pacientes serão atendidos pelo serviço (Divulgação/Ascom)

Considerado pioneiro no Nordeste, um projeto que faz uso da inteligência artificial no combate à cegueira por retinopatia diabética, foi implantado em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. Os primeiros atendimentos acontecerão entre os dias 28 e 29 de Novembro, com as equipes técnica e médica da FAV Recife, que estarão em Serra Talhada atendendo diversos pacientes com sintomas da doença que foram identificados durante a triagem a partir das unidades de saúde.

Inicialmente, serão atendidos 200 pacientes nos períodos da manhã e tarde, a partir das 07h, na Unidade Avançada em Oftalmologia da Fundação Altino Ventura – FAV, localizada no Alto da Conceição, em Serra Talhada.  O atendimento faz parte da Unidade Avançada em Oftalmologia da Fundação Altino Ventura (FAV), que já completou um ano de funcionamento na cidade e oferece também serviços de consulta, exames e cirurgias. 

Como funciona o diagnóstico?

Funcionando em uma parceria através da Secretaria Municipal de Saúde de Serra Talhada, o projeto funciona através da telemedicina, que age para identificar a retinopatia diabética nos pacientes do serviço. A doença é uma das principais causas da cegueira nos usuários. 

A partir de uma imagem de fundo de olho, a retinografia, é possível fazer também um diagnóstico e ampliar o acesso ao tratamento. A iniciativa da FAV utiliza o software Dart, cedido gratuitamente pelos chilenos criadores da tecnologia, Rodrigo Danoso, oftalmologista, e José Tomás Arenas, engenheiro elétrico e industrial.