SPORT

Saída de Milton Cruz soma quarto pedido de demissão no Sport

Giliard
Giliard
Publicado em 19/02/2019 às 9:24
NOTÍCIA
Leitura:

Vanderlei Luxemburgo recebeu o anúncio do seu desligamento após eliminação na Sul-Americana
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem

A postagem do repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, logo após o anúncio oficial do pedido de demissão do técnico Milton Cruz, do Sport, fez levantar o questionamento na torcida rubro-negra sobre a última vez em que o clube tomou a decisão espontânea - ao menos do que se tem como versão oficial dos fatos - de demitir um treinador.

Aconteceu no último dia 26 de outubro, em 2017, durante a disputa da Série A. Após ser eliminado da Copa Sul-Americana pelo Júnior Barranquilla, Vanderlei Luxemburgo recebeu o anúncio do seu desligamento do comando da equipe e repassou a informação durante a entrevista coletiva pós-jogo.

No recorte temporal, o período de um ano, três meses e 23 dias pode não dar a devida proporção para o esquecimento sobre a demissão. No entanto, o número de técnicos dá relevância ao debate, considerando que outros seis treinadores passaram pelo clube desde então, com quatro deles deixando o clube após pedido de demissão. Vale ressaltar que Daniel Paulista, auxiliar que assumiu logo em seguida à saída de Luxemburgo, voltou à condição de assistente antes de ser demitido pelo Sport.

QUATRO TÉCNICOS EM UM ANO

Em ordem cronológica, Nelsinho Baptista, Claudinei Oliveira e Eduardo Baptista pediram demissão por vontade própria em 2018, que culminou com o rebaixamento do clube à Série B deste ano. Já Milton Mendes, último treinador da temporada passada, seguiu no cargo até o término do contrato. Mesmo recebendo convite do então presidente eleito, Milton Bivar, Mendes declinou e recusou a oferta de comandar o Sport por mais um ano.

Via JC Online

Mais Lidas