Preparação

Corredores de Caruaru participam da Up Hill em Santa Catarina

Uma das mais importantes do país, corrida tem três categorias

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 30/08/2019 às 19:40
NOTÍCIA
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

Um grupo de corredores de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, participa da 6ª edição da Up Hill, na Serra do Rio Castro, em Santa Catarina. A competição é uma das mais importantes do Brasil.

Esta será a terceira vez que o professor Christian Arruda participa. Ele correu a prova de 42 quilômetros duas vezes e agora fará algo diferente. "Este ano o desafio vai ser maior, eu preciso fazer as duas provas, os 42 km na parte da manhã e os 25 km na parte da tarde. Vai ser um acumulado de 67 km, é o famoso desafio Samurai", explica.

De acordo com Arruda, há várias expectativas para a prova, como melhorar as marcas. A preparação foi feita de forma que ele estivesse bem fisicamente e psicologicamente para participar. O treinamento incluiu várias subidas ao Monte Bom Jesus, um dos cartões postais de Caruaru.

O lema da corrida é: "Só os destemidos vem me desafiar" e são três categorias: Up Hill 25 km, Up Hill Maraton, com 42 km, e a Up Hill Samurai, que são 25 km mais 42 km em uma subida íngreme; tudo isto em seis horas.

Pela primeira vez participando, o autônomo Thiago Nunes está entusiasmado. "A gente é movido a desafios, então quanto maior o desafio, a motivação aumenta", conta. Segundo ele, a meta é chegar dentro do tempo limite.

Para participar da competição, o corredor precisa ser sorteado e ter uma ótima preparação. "A preparação é um pouco complicada, porque como se trata de uma corrida de uma subida muito intensa, a gente tem que se preparar muito, fazer muitas subidas, cuidar da alimentação", revela o representante comercial Itamar Santos.

Já o comerciante Andrei Vasques, 47 anos, espera se superar. No ano passado, ele correu 25 km e desta vez irá percorrer os 42 km. "Tem 6 horas para chegar, senão não é premiado, e nem deixam você ver a Serra. O ônibus da Polícia Rodoviária Federal te pega no caminho e faz você descer", diz. Além da medalha, a vista é uma das mais bonitas do País.

Mais Lidas