Esporte radical

1º Circuito Pernambucano de Voo Livre será realizado em outubro

Evento terá etapas em quatro cidades do Estado

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 12/09/2019 às 18:11
NOTÍCIA
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

O Circuito Pernambucano de Voo Livre será realizado em quatro cidades do Estado e tem como objetivo atrair atletas de todo o Brasil. O evento terá quatro etapas, uma em cada cidade integrante do circuito. O circuito conta com a parceria da Associação Pernambucana de Voo Livre e o apoio da TV Jornal Interior.

De acordo com um dos realizadores do evento, Júnior Vieira, cada etapa deverá receber entre mil e 2 mil pessoas. "Estamos batalhando desde o começo do ano, foi um projeto que abraçamos e estamos esperando junto aos parceiros, que incluem as prefeituras, que seja o primeiro de vários", pontuou.

A cidade de Vicência, na Zona da Mata pernambucana, já recebeu mais de 15 circuitos de voo livre e se tornou uma das cidades em que o esporte é mais tradicional. A cada evento, são mais de 12 mil visitantes recebidos.

A segunda etapa será em Riacho das Almas (5 e 6 de outubro); Vicência (12 e 13 de outubro); seguida de Toritama (19 e 20 de outubro) e Bezerros (26 e 27 de outubro).

A ideia de realizar o Circuito veio após um evento na rampa do Viturino, em Riacho das Almas, no Agreste. O objetivo é resgatar a cultura do voo livre no Estado, que em anos anteriores tinha várias competições.

Voo livre

O voo livre é um esporte em que o piloto utiliza os contrastes de temperatura do vento para fazer voos não motorizados. A categoria inclui asa-delta e parapente. A primeira pode alcançar até 100 km/h; já o parapente não costuma passar os 70 km/h.

Para praticar o esporte, é preciso utilizar equipamentos de segurança como capacete, rádio, aparelho de GPS, variômetro - que mostra quantos metros por segundo o piloto sobe ou desce, além de medir a temperatura e pressão atmosférica.

História

O voo livre chegou ao Brasil em 1974, quando o piloto francês Stephan Segonzac decolou em uma asa-delta do alto do Corcovado, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, foi realizado o 1º Campeonato Brasileiro de Voo Livre. Os campeonatos mundiais são realizados desde 1976.

Mais Lidas