menu

Prefeito comemora participação do Salgueiro nas competições de 2021

Dr. Marcones Sá também explicou porque a prefeitura cortou o patrocínio com o clube

Prefeito de Salgueiro explica decisão de cortar financiamento do clube
Prefeito de Salgueiro explica decisão de cortar financiamento do clube (Alexandre Gondim/ JC Imagem)

O prefeito de Salgueiro, Dr. Marcones Sá (PSB) comemorou a participação do Carcará nas competições de 2021. Após a reviravolta dos últimos dias, quando o clube chegou a pedir para sair da Copas do Nordeste e do Brasil, na quinta-feira (4) o presidente José Guilherme deu declarações controversas explicando o motivo da turbulência e confirmou a participação da equipe.

Salgueiro volta atrás e vai participar da Copa do Nordeste e Copa do Brasil

Em entrevista à Rádio Jornal, o prefeito Dr. Marcones Sá, demostrou apoio ao clube. "O Salgueiro nasceu comigo ajudando, eu era o vice-prefeito na época. Meu planejamento era que a cidade tivesse um time na Série A do Estadual. Hoje, o sucesso do Salgueiro é o sucesso do interior, por isso, nunca foi intenção nossa ver o time fora da Copa do Brasil, da Copa do Nordeste e dos outros torneios. A participação do Carcará é importante para a cidade, para o interior e para Pernambuco também", declarou 

Com relação as dificuldades financeiras, que motivaram o pedido de desistência do time sertanejo, o prefeito disse que os empresários locais encontram resistência por parte dos dirigentes do Carcará. "O patrocínio local, privado, tem dificuldade de anunciar. Tentamos articular alguns patrocínios e, de certo modo, eles não se demonstraram interessados. Não sei o porquê", relatou.

Corte do patrocínio 

Sobre a retirada do patrocínio de 480 mil por ano por parte da prefeitura, Dr. Marcones Sá deixou claro que a decisão foi motivada pelas necessidades da cidade. "Estamos num momento crítico da saúde, que, sem sombra de dúvidas, é uma das principais necessidades da população. Não posso deixar os postos de saúde sem médicos e medicamentos para financiar qualquer outra atividade privada", afirmou.

* Com informações da Rádio Jornal