olimpíadas

Martine Grael e Kahena Kunze se tornam bicampeãs olímpicas após conquista do ouro na vela

As atletas subiram ao pódio após vencer a regata da medalha da 49erFX

Eduarda Cabral
Eduarda Cabral
Publicado em 03/08/2021 às 8:35
NOTÍCIA
COB
FOTO: COB
Leitura:

A dupla brasileira Martine Grael e Kahena Kunze conquistou medalha de ouro na vela após vencer a regata da medalha da 49erFX. As duas já haviam subido ao pódio na primeira colocação nas Olimpíadas do Rio, em 2016, e agora se consagram bicampeãs.

Martine e Khaena eram consideradas as favoritas da disputa e lideravam a classe. Para conquistar a medalha, elas nem precisavam vencer a regata da medalha desta terça-feira (3), mas precisavam chegas na frente das duplas da Holanda (que chegou em 9º), Alemanha (5º), Espanha (6º) e Grã-Bretanha (7º).

As brasileiras cruzaram a linha de chegada em terceiro lugar e conseguiram conquistar o primeiro lugar no pódio. "Ainda não caiu a ficha. Foi uma semana muito difícil, um campeonato de recuperação. Pensamos que seria duro, mas não desistimos", disseram em entrevista à TV Globo.

Resultado de muito trabalho

Esta medalha foi a 19ª do Brasil na vela em sua história nos Jogos Olímpicos e a única conquistada pelo país na modalidade em Tóquio, mesmo o esporte sendo o segundo que mais rendeu medalhas ao país em olimpíadas, ficando atrás apenas do judô. 

Esse foi o nono pódio da família Grael. Torben, pai de Martine, disputou seis edições da Olimpíada e ganhou duas de ouro (Atlanta-1996 e Atenas-2004), uma de prata (Los Angeles-1984) e duas de bronze (Seul-1988 e Sydney-2000). Já Lars Grael, tio da atleta, competiu em quatro Olimpíadas e tem duas medalhas de bronze no currículo (Seul-1988 e Atlanta-1996).

Marco Grael, irmão de Martine, ue está competindo em Tóquio na classe 49er, acabou na 16ª posição geral e não se classificou para a medal race.

Mais Lidas