BELEZA

Como escolher a prótese de silicone correta? Saiba qual a melhor prótese para você

Procura por implantes de silicone representa 20% de todas as cirurgias plásticas no país

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 10/05/2022 às 21:51
Freepik
Implante de silicone nos seios é a cirurgia plástica mais realizada no Brasil - FOTO: Freepik
Leitura:

A cirurgia plástica de prótese de mama é o procedimento mais realizado no Brasil e no mundo

As próteses melhoram a autoestima das mulheres, fazendo com que se sintam mais confiantes no dia a dia. A procura por implantes nos seios chega a representar 20% de todas cirurgias plásticas feitas no Brasil.

“Procedimentos modernos e facilidades de pagamento contribuem para que o Brasil seja o segundo país que mais faz cirurgias plásticas”, comenta Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional Cirurgia Plástica.

Como escolher a melhor prótese de silicone?

Durante os últimos anos, as próteses têm evoluído e estão cada vez mais resistentes e duradouras. Antigamente, as próteses tinham um prazo de validade de dez anos, hoje não é mais assim, sendo possível acompanhá-las por exames de rotina por um longo período.

Só que com tantas possibilidades, como escolher a prótese certa para você? A resposta para esta pergunta dependerá de uma série de fatores.

Geralmente, as pacientes chegam às clínicas acreditando que é suficiente escolher apenas o tamanho da prótese e agendar a cirurgia de implante de silicone nos seios. Mas, a escolha da prótese de silicone dependerá de outros aspectos fundamentais para o sucesso do implante. Confira:

  • Posicionamento do implante;
  • Perfil da prótese;
  • Tipo de cobertura da prótese;
  • Identificação de fatores de risco do paciente;
  • Existência de flacidez mamária.

Todos esses fatores precisam ser analisados e estar em perfeita harmonia para uma cirurgia e um resultado bem-sucedido.

É importante que as mulheres saibam como escolher a prótese de silicone, já que algumas exageram no tamanho e acabam conquistando um visual demasiadamente artificial, que muitas vezes não é o desejável por elas.

Além disso, extrapolar nas dimensões da prótese pode trazer vários outros problemas estéticos, incluindo o surgimento de estrias e flacidez. Para evitar que isso aconteça com você e ajudar a garantir que as mamas fiquem bonitas, simétricas e proporcionais, é necessário escolher a prótese adequado para seu tipo de corpo.

Os resultados naturais são os mais procurados. Afinal, além do aumento das mamas, o procedimento cirúrgico realça o colo, dando volume para a região. Não se trata apenas de aparência, mas também da manutenção da autoestima e do bem-estar.

Qualquer pessoa pode colocar prótese de silicone nos seios?

Antes de realizar procedimentos cirúrgicos, é necessário se informar e tomar muito cuidado. “O cirurgião deve estar atento aos problemas de saúde do paciente, pois existem restrições, além de solicitar exames mais detalhados e fora do padrão convencional”, alerta Korn.

As próteses de silicone variam de acordo com a forma, perfil e tamanho e, por isso, é importante que a escolha da prótese seja feita juntamente com o cirurgião plástico. Normalmente, o cirurgião avalia o tamanho do tórax, tendência à flacidez e aparecimento de estrias, espessura da pele e objetivo da pessoa, além de estilo de vida e planos para o futuro, como desejo de engravidar, por exemplo.

Segundo Korn, antes de qualquer procedimento, sempre será necessária uma avaliação com um cirurgião plástico para que todas as condições de saúde do paciente sejam checadas antes de decidir quais cirurgias podem ser feitas. “A cirurgia plástica, quando realizada em ambiente hospitalar e com um médico credenciado, é segura.”

É importante que a colocação da prótese seja feita por um médico especialista, regularizado pelo Conselho Federal de Medicina (CRM), e que a prótese esteja de acordo com os critérios de qualidade, tenha aprovação da ANVISA e possua prazo de vida útil de pelo menos dez anos.

*Com informações da assessoria de imprensa.

Freepik
Próteses de silicone são seguras, desde que escolhidas de forma correta junto com o cirurgião plástico - FOTO:Freepik

Mais Lidas