SAÚDE

O que é PSORÍASE? Quais são os sintomas? Dermatologista esclarece formas de tratamento da doença

A psoríase é crônica e pode ser desencadeada após período de muito estresse

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 19/05/2022 às 15:25
Freepik
A psoríase é uma doença crônica e inflamatória, que não tem cura - FOTO: Freepik
Leitura:

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a psoríase afeta cerca de dois milhões de brasileiros. A psoríase, que tem caráter crônico e inflamatório, não tem causa definida, mas alguns hábitos que podem desencadear episódios, como períodos de estresse.

Alguns cientistas apontam fatores genéticos e imunológicos como determinantes para o desenvolvimento da doença em pacientes. É por isso que, quando passa por um período de estresse, seja no trabalho, escola ou faculdade, muitos pacientes apresentam quadros clínicos da doença.

O que é a psoríase?

A médica dermatologista Clessya Rocha explicou que a doença é caracterizada por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em placas, que aparecem, em geral, no couro cabeludo, cotovelos e joelhos. Apesar de não ter uma causa precisa, existem algumas atitudes podem contribuir para o aparecimento ou agravar a doença.

“Nós temos alguns gatilhos desencadeadores como o tabagismo. O álcool e o estresse também estão associados ao fator de piora”, explica.

Ainda segundo a Dra. Clessya, “pacientes com sobrepeso e obesidade, podem ter uma doença gravada pois essas células produzem interleucinas inflamatórias que são substâncias que vão piorar essas lesões”.

Como tratar a psoríase?

Sobre o tratamento, a dermatologista pontuou que quando se fala sobre a psoríase, não se foca somente em tratar as lesões com cremes e pomadas, mas o paciente como um todo.

“Precisamos orientar o nosso paciente a ter um estilo de vida anti-inflamatório. Isso significa que ele deve tomar cuidados para que ele tenha uma boa qualidade de sono, boa alimentação, entre outros. É necessário informá-lo que ele tem que evitar os alimentos inflamatórios e investir numa dieta anti-inflamatória, com vegetais, verduras, alimentos cozidos por exemplo. Esse é um ponto muito importante pois pacientes com psoríase têm um risco aumentado de doença arterial coronariana", explica.

Além disso, a médica pontuou que “o estresse é um fator de piora importante, mas não só ele, assim como todo o estilo de vida do paciente”.

Vale lembrar que a psoríase não tem cura, mas não é uma doença contagiosa, tendo um protocolo de tratamento já estabelecido na literatura médica, que pode ajudar no bem-estar do paciente.

Muitos pacientes relatam ter vergonha das placas avermelhadas que se formam na pele durante as crises, especialmente porque falta informação de outras pessoas sobre a doença. É importante que todos saibam que as lesões na pele não são contagiosas, evitando o estigma da doença

Freepik
A psoríase atinge mais de 2 milhões de brasileiros e é uma doença sem cura, mas não contagiosa - FOTO:Freepik

Mais Lidas