LEITURA

DICA DE LEITURA: saiba quais obras ler no Dia da Abolição da Escravatura nessa sexta(13)

Entenda a Abolição da Escravatura e obras que expressam as problemáticas herdadas da escravidão.

Amanda Marques
Amanda Marques
Publicado em 13/05/2022 às 8:58
Reprodução.
Autores brasileiros que protagonizam personagens e relatos de pessoas negras em livros. - FOTO: Reprodução.
Leitura:

O ano de 1888, do dia 13 de maio, foi marcado pela Abolição da Escravatura em que muitos escravos foram “libertados” no Brasil. Mas as aspas usadas não são triviais.

A liberdade supostamente garantida há 134 anos, nesse dia, pela Lei Áurea, texto que proibiu legalmente a escravidão no país, tem sido um dos questionamentos da data, pois, a Abolição da Escravatura foi sucedida de negligência governamental e ignorância social.

Além disso, vale lembrar que a Abolição da Escravidão não foi uma ação pensada pelo Império português, que ainda governava o Brasil, pois, o país vivia em uma constante pressão do governo da Inglaterra, esse que desejava o fim da escravidão.

G1.
Maria Firmina dos Reis, considerada como a primeira escritora abolicionista. - G1.

Assim, apesar de ter sido o último país da América a abolir a escravidão e ainda ter marcas fortes de racismo e preconceitos, muitos autores adotam em suas obras novas perspectivas e proporciona o protagonismo do povo negro nos livros.

Dessa forma, confira livros de autores brasileiros que tem como foco histórias e relatos de pessoas negras, com os legados persistentes das problemáticas sociais e políticas do Brasil. 

 

Veja 5 livros de autores negros brasileiros 

  • Olhos D'Agua 


A obra "Olhos D'Água", escrita pela autora negra Conceição Evaristo, é uma história que protagoniza três mulheres negras: Ana Davenga, Cida e Natalina. O livro carrega o leitor de experiências e referências da vida sem meias palavras, mas introduzindo a poética na ficção literária.

O livro venceu o Prêmio Jabuti, uma das premiações mais importantes de literatura no Brasil. 

 

  • O avesso da pele

 

Outra referência no mundo negritude literária, Jeferson Tenório constrói a história de Pedro, personagem que permeia a as raízes de sua família e a marca do Brasil racista e sem conhecimento.

"O avesso da pele" é também uma obra renomada e ganhou o prêmio Jabuti de 2021. 

 

  • Quarto de despejo: Diário de uma favelada 

 

Escrito por uma das maiores autoras que o Brasil já teve, Carolina Maria de Jesus aborda em seu livro o relato do seu cotidiano com a realidade exposta no papel. A autora, que era catadora de papel, revela sua realidade na comunidade de Canindé, em São Paulo, com a presença dos seus três filhos. 

 

  • Tudo nela brilha e queima

 

O "Tudo nela brilha e queima" é um livro de Ryane Leão, a qual expressa em forma de poemas temas como amor, recomeços, transições e entre outras questões que permeiam a vida da escritora. 

 

  • Quando me descobri negra

 

Bianca Santana, escritora do livro "Quando me descobri negra", traz em sua obra relatos de homens e mulheres negras e expõe o racismo velado do dia a dia. O livro é uma marca da autora, mas que permeia problemáticas estruturais da sociedade. 

 

Assine Amazon Prime

Ao assinar a Amazon Prime, é possível o acesso desde filmes, séries e músicas até vantagens em compras online com a garantia de entregas rápidas e fretes grátis em diversos produtos.

Acesse aqui para obter 30 dias grátis na plataforma e conhecer os melhores recursos que os serviços Amazon podem oferecer.

*Nota de transparência: quando você compra por meio de links em nosso site, podemos receber comissão de afiliados.

Reprodução.
Autores brasileiros negros. - FOTO:Reprodução.
G1.
Maria Firmina dos Reis, considerada como a primeira escritora abolicionista. - FOTO:G1.
Reprodução.
Entenda sobre o Dia da Abolição da Escravatura e as marcas de um país racista em obras de autores brasileiros negros. - FOTO:Reprodução.
Reprodução.
Dia da Abolição da Escravatura. - FOTO:Reprodução.

Mais Lidas