CHUVAS

Mais de 2 mil famílias desabrigadas entre Correntes, Garanhuns e Palmeirinha

Ezandra Ribeiro
Ezandra Ribeiro
Publicado em 21/06/2010 às 15:11
NOTÍCIA
Leitura:

As últimas chuvas que caíram em Pernambuco, deixaram rastros de destruição, sofrimento e medo.

A região mais atingida, sem dúvida, foi a Zona da Mata. No Agreste, as chuvas também provocaram estragos.

Em Garanhuns, 131 famílias foram removidas de áreas consideradas de risco. No bairro da Liberdade, casas e encostas ameaçam desabar. No bairro do Magano, uma casa já foi ao chão e várias outras se encontram em risco de alagamento e desabamento. As famílias foram levadas para as casas populares construídas no Conjunto Residencial José Ferreira Filho, em Garanhuns.

Outro município atingido do Agreste, foi Palmeirina. O nível do Rio Inhumas, que corta a cidade, subiu cerca de 5m.
As quatro pontes da cidade foram danificadas. De acordo com o prefeito do município, Eudson Catão, já foi decretado estado de emergência no município.

Ao todo, 33 casas desabaram e 98 estão comprometidas. As famílias que ficaram desabrigadas foram removidas para creches e prédios públicos da cidade.

A chuva também destruiu o município de Correntes, o mais atingido com as últimas chuvas. Mais de 2 mil famílias estão desabrigadas.

Nesta segunda-feira (21), o dia foi de trabalho em Correntes, para tentar recuperar o que sobrou. A cidade inteira está sem abastecimento de água, pois as tubulações estão comprometidas. O município decretou estado de calamidade pública.

» Confira as imagens de Correntes enviadas pela internauta Larissa Lopes, de Garanhuns.

Mais Lidas