Reconstrução

Lula libera mais de R$ 300 milhões para reconstrução das cidades em PE

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 24/06/2010 às 14:02
NOTÍCIA
Leitura:

O presidente Lula deixou o município de Palmares, na Mata Sul, por volta das 14h desta quinta-feira (24), em direção ao Estado de Alagoas, onde visita outras cidades atingidas pelas chuvas. Em sua passagem, anunciou a liberação de crédito de R$ 296 milhões para o Estado de Pernambuco, além de outros R$ 51 milhões, que serão divididos com o Estado de Alagoas para recuperação de escolas públicas estaduais. Além disso, o Governo Federal abrirá linha de crédito de R$ 1 bilhão para comerciantes, pequenas e médias empresas, com o intuito de recuperar a economia local.

LEIA MAIS
» Lula chega a Palmares para vistoriar áreas atingidas pela chuva

» Após chuvas, Palmares tentar se reerguer
» Cobertura completa - Especial chuvas JC Online

A ministra da Casa Civil, Erenice Guerra disse que o valor de R$ 275 milhões (que já inclui os R$ 25 milhões anunciados pelo ministro da Integração João Santana) já está depositado na conta do Estado para que o socorro inicial e as primeiras obras de reconstrução possam começar. Alagoas irá receber o mesmo valor repassado a Pernambuco. Além disso, a representante do Governo Federal informou que já autorizou a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de todas as pessoas atingidas pelas chuvas. Os outros R$ 21 milhões serão destinados à área de saúde, para Pernambuco.

Veja imagens da visita de Lula a Pernambuco

'Não estamos aguardando nenhum plano de trabalho. A situação é muito grave e por isso o dinheiro já está na conta hoje para que comece a reconstrução', explicou Erenice Guerra.

A linha de crédito anunciada pelo presidente no valor de R$ 1 bilhao foi viabilizada através de Medida Provisória, para que os comerciantes, pequenos e médios empresários possam ter acesso à verba necessária para reestruturar negócios e movimentar a economia das cidades devastadas pelo temporal.

Para a área da Educação, Pernambuco e Alagoas repartirão R$ 51 milhões para a reconstrução de escolas públicas estaduais. Uma verba adicional será destinada às escolas municipais, mas só deverá ser anunciada na próxima semana pelos representantes do Governo Federal. O gasto de todas as verbas anunciadas será fiscalizado pelos Tribunais de Contas do Estado (TCE) e da União (TCU).

Sobre a situação que encontrou em Palmares, o presidente afirmou que houve irresponsabilidade no passado, quando se permitiu a construção de casas na beira do rio e que isso não será mais permitido. Além disso, garantiu que não medirá esforços para que a reconstrução aconteça no menor espaço de tempo possível. 'Temos a obrigação humana e moral de reconstruir a cidade', agregou o presidente.

Antes de embarcar em um helicóptero para Alagoas, acompanhado do governador Teotônio Vilela e de sua equipe, o presidente caminhou pelas ruas de Palmares e foi bastante assediado pela população. O esquema de segurança apresentou falhas e muitos se aproximaram de Lula para dizer 'que são brasileiros e não desistem nunca'.

Lula se reuniu por cerca de uma hora com os dois governadores (Eduardo e Teotônio Vilela) e com os ministros de Integração Nacional, João Santana, Cidades, Márcio Fortes, Educação, Fernando Haddad, Saúde, José Gomes Temporão, Casa Civil, Erenice Guerra, Gabinete Institucional e o General Gilberto Félix.

Já o governador Eduardo Campos disse acreditar que a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) irá aprovar o Projeto de Lei enviado pelo executivo que cria um fundo especial de emergências e calamidade. O gestor informou, também, que o governo já possui terrenos em vista para a construção de casas nas cidades mais atingidas pela chuva e que já estariam negociando detalhes refentes às desapropriações.

Mais Lidas