São João de Caruaru: um show de incoerências

Por Dilson Oliveira
Por Dilson Oliveira
Publicado em 28/06/2010 às 10:26
NOTÍCIA
Leitura:

Há quem diga em Caruaru, no Agreste pernambucano, que “a prefeitura gosta de complicar o que não é complicado”, e até que eu concordo, diante dos fatos vistos recentemente.

E o último exemplo vem pela Fundação de Cultura e Turismo, quando o assunto ao qual me refiro são as datas e atrações definidas para apresentações do São João 2010.

Se por um lado, o público aprova a realização das matinês, tenho absoluta certeza de que é por conta das atrações, que por sinal, deixaram saudades por não estarem presentes na festa do ano passado.

Há quem questione, como eu, as datas e horários de alguns shows. Colocar para cantar “estrelas de primeira grandeza” como, Elba Ramalho, Jorge de Altinho e Magníficos às sextas-feiras; Waldonis, Dominguinhos, Zé Ramalho, e Alcymar Monteiro, aos domingos; Adelmário Coelho, numa segunda-feira, mesmo sendo véspera de São Pedro; e Aviões do Forró, numa terça-feira para encerrar a festa; é, no mínimo, uma incoerência diante da importância de cada um deles para a música nordestina.

Deles, talvez, os mais injustiçados foram o velho Dominguinhos e os forrozeiros natos Alcymar Monteiro e Jorge de Altinho, que tiveram que se apresentar já na madrugada de domingo para segunda, e de sexta-feira para sábado, respectivamente, para um público diminuto.

Fica aqui o nosso conselho: não adianta querer \'inventar\' muito, pois o povo quer o trivial, com qualidade, coerência e respeito aos seus artistas, nada mais que isso.

A não ser que “dormiram no ponto” e quando procuraram contratar essas estrelas, elas já estavam compromissadas em outras cidades e não tinham mais datas para Caruaru. Daí, para não deixá-las de fora da festa, essa foi a alternativa encontrada ou quiseram mesmo é economizar dinheiro barateando os custos dos shows.

Eu ainda sou do time que prefere as bandas de forró estilizado fechando as noitadas, para segurar o público e, principalmente, a juventude, posicionando e valorizando o nosso forró tradicional em melhores datas e horários.

Mesmo diante desse quadro, o que estamos vendo é que o público está prestigiando a festa, em alguns dias um tanto quanto receoso, provando que o São João de Caruaru é do povo.

E o povo só vai até onde dá. O povo só vai até onde os bons artistas estão... 

Mais Lidas