Depois de bater o Chile é hora de fazer um suco de laranja

NOTÍCIA
Leitura:

Enfim, a Seleção brasileira fez uma boa apresentação na Copa. Defesa consistente, meio de campo armando bem e ataque eficiente.

Foi o primeiro time a passar pelas oitavas de final sem tomar gols. Argentina, Alemanha, Holanda, Uruguai e Gana sofreram um gol cada nos seus jogos. Nós batemos os chilenos por três a zero e mais uma vez marcamos presença entre as oito melhores equipes.

Parece que depois do empate insosso com Portugal, o Brasil ganhou um pouquinho mais de sal no futebol.

Agora, daqui pra frente, só devem vir pedreiras. Times cascas-grossas mesmo. A começar pela Holanda nas quartas de final.


Em Copas do Mundo, o histórico é favorável para o nosso lado. Foram três partidas. A primeira, na Copa de 1974, perdemos por 2x0 para a Laranja Mecânica, o Carrossel Holandês de Johan Cruijff, e vimos o sonho do tetra ser adiado por 20 anos.

Em 1994 o encontro foi também nas quartas. Jogo duríssimo com a seleção abrindo dois a zero, cedendo o empate, e marcando o terceiro no fim com um balaço de Branco cobrando falta: 3x2. O último confronto foi na copa seguinte pelas semifinais. Após um empate em 1x1 no tempo normal e na prorrogação, São Taffarel pegou dois pênaltis garantindo o Brasil na decisão.

Na próxima sexta é hora de um novo duelo. Nosso time terá que se impor diante de um adversário que não perde há mais de vinte partidas, quase dois anos sem derrotas. Se mostrar o mesmo futebol exibido contra o Chile estará ótimo. Mas se jogar aquela bolinha do jogo contra Portugal, aí preocupa.

Ah, e aproveitando o apelido do nosso adversário que tal um suco de laranja com gelo e açúcar para dar aquela injeção de vitamina C no nosso escrete? A fórmula está dada: é sufocar a Holanda e espremer a laranja até sair o suco. Que venha a vitória e a vaga brasileira nas semifinais.

Um abraço e até a próxima!

Mais Lidas