Qual a culpa da imprensa nisso tudo?

Por Dilson Oliveira
Por Dilson Oliveira
Publicado em 02/07/2010 às 17:40
NOTÍCIA
Leitura:

Bons tempos eram aqueles em que aquela frase da música Capital do Forró, de Jorge de Altinho, onde se diz que “as rádios de lá saem pelas ruas, não deixam o baião, um minuto só”, retratava motivo de satisfação para quem promovia e a importância da imprensa para quem participava do nosso ciclo junino.

Não que hoje, sejam as rádios ou a imprensa em geral, que queiram abandonar o baião e a nossa festa maior, mas até que parece que imprensa já não é tão bem vista como antigamente, diante de tanta dificuldade para se trabalhar durante estes 30 dias do maior São João do Mundo.

Apesar do prefeito José Queiroz, ter sempre enaltecido e agradecido a participação da imprensa no evento, parece que se esqueceu de avisar aos seus comandados de tal importância.

Foi dificuldade e limitação de credenciamento, repórter barrado em acesso aos camarotes, dificuldade para entrevistar artistas e autoridades, sem falar no “rosário” de crachás que tínhamos que usar, e muitas vezes, sem importância ou valor algum.

Infelizmente tudo isso aconteceu, mas nem por isso vou aqui desmerecer a grandiosidade e o sucesso da festa, mas a imprensa caruaruense em geral não deve, e nem pode aceitar esse tratamento, no mínimo, exigimos respeito.

Parece até que a culpa é da imprensa por alguns erros, deslizes, ou desajustes que aconteceram não provocados por nós, mas sim, por irresponsabilidade de alguém.

Parece até que a presença da imprensa já não é tão importante como antigamente, e que não agrada a muitos, talvez porque nos “bastidores” da festa aconteçam alguns fatos que não devem ser levados ao conhecimento do público.

Gostaria muito que alguém pudesse me dizer que culpa temos nós? E espero que no ano que vem no mínimo tratem bem, quem tanto promove e eleva a nossa festa maior, caso contrário companheiros, que nos unamos e possamos mostrar as coisas que eles querem, e muito mais o que não querem.

Mesmo diante desses fatos, na minha avaliação, o Maior São João do Mundo foi coroado de sucesso, pela força e vontade do povo, que não deixa essa festa um minuto só, e é claro, que os equívocos cometidos neste ano, possam ser corrigidos no ano que vem, e viva Caruaru, a Capital do Forró!

Mais Lidas