Agreste

Superlotação provoca motim em Cadeia Pública de Gravatá

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 03/07/2010 às 17:00
NOTÍCIA
Leitura:

Os detentos da Cadeia Pública de Gravatá, no Agreste pernambucano, realizaram um motim, na tarde deste sábado (3), por volta das 12h. Insatisfeitos com a superlotação, os presos promoveram quebra-quebra, derrubaram grades e atearam fogo em colchões.

De acordo com a Polícia Militar, o motim foi controlado sem registro de fugas ou feridos. Apesar de a Cadeia Pública de Gravatá ter capacidade para 30 presos distribuídos em seis celas, o local abrigava 87 detentos.

Para resolver o problema, o Sistema Penitenciário do Estado transferiu 42 presos para a Penitenciária de Limoeiro, também no Agreste, e 20 para Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul.

Mais Lidas