Solidariedade sim, picaretagem, não!

Por Dilson Oliveira
Por Dilson Oliveira
Publicado em 05/07/2010 às 18:57
NOTÍCIA
Leitura:

Nos últimos dias, diante da tragédia que atingiu o estado de Pernambuco, e nosso vizinho Alagoas, o que mais tem se falado é em solidariedade, enquanto ainda esbarram na burocracia, as ações desenvolvidas pelo governo.

Em Caruaru, Agreste pernambucano, por exemplo, não me surpreende o volume de doações para os nossos irmãos vítimas das enchentes. São toneladas, e mais toneladas de alimentos, roupas, agasalhos, colchões, leite e água que chegam aos postos de arrecadação.

Mas, minha gente, é preciso ter pressa, é preciso agilidade, para fazer tudo isto chegar aos desabrigados pelas enchentes, o mais rápido possível. Tem muita gente passando fome, sede, frio e todo tipo de privacidade que se possa imaginar, enquanto que a entrega dessas doações, demora e se acumulam em quartéis do Corpo de Bombeiros e centrais de arrecadação.

É preciso minimizar o sofrimento desse povo, que já não sabe a quem recorrer para tentar recomeçar a vida, buscando forças na fé em Deus, que foi a única coisa que lhe restou.

As cenas que se veem, mostradas pela TV, nem de perto condiz com o que pessoalmente vemos nessas cidades devastadas pelas águas. Somente quem lá esteve, como eu, tem uma noção do que esse povo ta passando.

Mas, ao mesmo tempo em que eu cobro agilidade para a entrega destes donativos, reconheço que também é preciso ter cautela. Pois, infelizmente é em situações como essas, principalmente em ano eleitoral como este, que aparecem os “salvadores da pátria”, os “donos da verdade”, que querem tirar proveito da desgraça alheia.

Não é à toa que em uma dessas cidades devastadas pela força das águas, reina um boato nos quatro cantos do município, que o próprio prefeito, estaria vendendo um botijão de água mineral por R$ 20, o que se verdade for, é um absurdo.

Que continuemos ajudando, sendo solidários como estamos sendo, e abaixo a picaretagem. Que respeitem pelo menos o sofrimento dessa brava gente, que vai encontrar uma maneira de soerguer suas vidas, com dignidade, respeito e acima de tudo com o apoio dos seus desconhecidos irmãos.

Que o fim dos festejos juninos e a eliminação do Brasil na Copa do Mundo, abram ainda mais espaço em nossos corações, para mostrarmos que, acima de tudo, somos cristãos, e que o povo unido jamais será vencido.

Mais Lidas