JUSTIÇA

CPI ouve depoimentos de envolvidos no caso \"Ponte Baraúnas\", em Garanhuns

Ezandra Ribeiro
Ezandra Ribeiro
Publicado em 07/07/2010 às 14:52
NOTÍCIA
Leitura:

Nesta quarta-feira (07), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) ouve os primeiros depoimentos dos envolvidos no caso da reforma da ponte do Sítio Baraúnas, no distrito de Miraçica, em Garanhuns, no Agreste do Estado.

A reunião estava prevista para começar às 14h, no auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Garanhuns. O objetivo é apurar as possíveis irregularidades na obra de ampliação e reforma da ponte.

Serão convocados para esta primeira seção, Walfrido Rodrigues Lins Júnior e Alberto Antônio do Nascimento, sócios da Empresa Construlins, responsável pela execução da obra; Paulo Gustavo Figueiredo Lopes Lima, engenheiro responsável pela fiscalização do serviço e Euzébio Barbosa Peixoto, ex-secretário de serviços públicos.

Os vereadores que compõem a CPI, Dimas José de Carvalho (presidente), José Ary Souto Leal Júnior (relator) e Sivaldo Rodrigues Albino (membro), terão um tempo total de 20 minutos para investigar os envolvidos no caso.

Esta será a sexta vez que os membros da CPI estarão reunidos. O caso da ponte tomou repercussão após uma denuncia feita pelo vereador Sivaldo Albino (PPS).

De acordo com a denúncia do vereador, a administração municipal contratou a empresa Construlins para executar a recuperação da ponte no valor de R$ 18.199, mas a obra não foi realizada.

O caso foi parar no Ministério Público de Pernambuco, que processou o prefeito Luiz Carlos de Oliveira, os sócios da empresa e dois secretários municipais, além da filha do prefeito, Andréia Oliveira, por improbidade administrativa.

O MPPE abriu um processo de sindicância para apurar o caso, após as investigações, fez com que a empresa verba foi devolvida pela Construlins para os cofres da prefeitura.

Mais Lidas