SAÚDE

Hospital de Petrolina deve receber mais dez leitos de UTI

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 22/07/2010 às 10:42
NOTÍCIA
Leitura:

Dez leitos de UTI obstétrica devem ser implantados no Hospital Dom Malan/ Gestão IMIP Hospitalar, em Petrolina, até setembro. A notícia foi dada pela superintendência da unidade hospitalar – que é referência no Sertão do Estado – após reunião com o secretário de Saúde de Pernambuco, Frederico Amâncio. Os leitos funcionarão como um suporte a mais para mulheres que têm gravidez de alto risco e podem, eventualmente, sofrer complicações no pós-parto.

“Aqui não existe nenhuma UTI nesse perfil, para este segmento. A nossa expectativa é atender casos mais sérios, por exemplo, uma mãe que tem convulsões na gestação, além de outros problemas. Estas pacientes serão beneficiadas com um cuidado mais intensivo. Vale ressaltar que o serviço será disponibilizado para pacientes de toda uma região, que inclui Petrolina e pelo menos mais 55 municípios que compõem a macroregião”, explica o superintende do HDM/IMIP Hospitalar, Marcelo Marques.

Além dos leitos de UTI, a unidade de saúde anuncia a reativação do serviço ambulatorial, já para o próximo mês de agosto. Serão disponibilizadas as especialidades de hematologia pediátrica, fisioterapia, psicologia, ginecologia e obstetrícia, pediatria, cardiologia pediátrica, enfermagem puericultura e enfermagem pré-natal.

De acordo com a gestão do HDM, a perspectiva é de que sejam realizados cerca de 1.500 atendimentos por mês. Todos estes serviços serão disponibilizados no prédio onde funcionava a policlínica, ao lado do Hospital Dom Malan.

“Numa fase mais adiante, devemos ampliar as especialidades oferecidas para dezessete e poderemos chegar a 2.800 atendimentos mensais”, pontua o superintendente.

Dentro do pacote de novidades previstas para a unidade hospitalar, está ainda a instalação de uma casa de Apoio, com dez leitos. O local será destinado para mães  que residam em outros municípios e precisam, muitas vezes, ficar esperando transporte para retornar às suas casas.

Mais Lidas