OPORTUNIDADE

Sobram vagas de trabalho para pessoas com deficiência em Caruaru

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 29/07/2010 às 14:02
NOTÍCIA
Leitura:

A auxiliar de Recursos Humanos, Talita Karla, é portadora de deficiência física, o braço esquerdo dela é um pouco adormecido. Mas para ela, isso não virou obstáculo na busca pela ascensão profissional.

“Já passei por muitas funções, como a de recepcionista, por exemplo, mas sempre penso no futuro. Agora planejo ser palestrante, quero falar do mercado de trabalho para pessoas com deficiência\", revela.

Mas, nem todos aqueles com necessidades especiais pensam em se tornar profissionais. Muitos preferem sobreviver com um salário mínimo por mês, garantido pelo Governo Federal, e isso se torna uma das dificuldades para as empresas.

Emmanuel de Barros, gerente de Recursos Humanos de uma empresa do ramo de supermercados de Caruaru, diz que atualmente a empresa emprega 68 funcionários portadores de algum tipo de deficiência, mas ainda existem outras 31 vagas para ser preenchidas.

\"Uma das dificuldades que enfrentamos é a falta capacitação profissional. Além disso, muitos deles não querem abrir mão do benefício que o Governo Federal oferece\", justifica.

A Associação dos Portadores de Deficiência de Caruaru (Apodec), conta atualmente com 400 associados. Segundo a presidente da entidade, Rosemery Silva, 70% deles estão inseridos no mercado de trabalho.

“A gente percebe que muita gente está nos procurando. São pessoas de cidades como Toritama, Bezerros, Agrestina e Santa Cruz do Capibaribe que estão em busca de emprego. Quando a empresa não exige qualificação profissional, nem experiência fica mais fácil indicar alguém para ocupar a vaga,\" explica.        

CAPACITAÇÃO - Para os interessados em se capacitar, o Centro de Atendimento às Pessoas com Deficiência de Caruaru oferece cursos como de informática, biscuit e massagem. O Centro funciona na Praça Chico Porto, 191, no bairro Maurício de Nassau. Outras informações pelo telefone (81) 3721-1885.

Mais Lidas