ELEIÇÕES 2010

Polícia prende sete eleitores em Petrolina

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 04/10/2010 às 9:57
NOTÍCIA
Leitura:

Uma eleição tranquila: assim pode ser definido o pleito eleitoral em Petrolina, um dos maiores colégios eleitorais do estado, com mais de 165 mil votantes. Nas três zonas eleitorais do município – a 83ª, 144ª e 145ª – nada que pudesse impactar o processo foi registrado.

O que chamou mesmo a atenção do eleitor, foi a quantidade de \'santinhos\' encontrados nas vias públicas da cidade, sobretudo, em frente aos prédios públicos que funcionaram como seções eleitorais. Até às 17h deste domingo, as ocorrências registradas se resumiram a sete prisões por consumo de bebida alcoólica, uma por boca de urna e uma por direção perigosa, segundo as polícias Militar e Civil.

“São números representativos, principalmente se levarmos em conta as duas últimas eleições. Nas de 2008, foram 40 prisões e na de 2006, 400. Ou seja, uma redução significativa que mostra o amadurecimento do eleitor, o quanto ele tem absorvido  e compreendido a legislação eleitoral”, destaca o delegado regional de Petrolina, Lamartine Fontes.

Com 400 homens na rua, a PM também não registrou muitas imprudências ao longo do dia. “Em alguns aspectos, até superou nossas expectativas. Foi muito tranquilo mesmo”, frisa o comandante do 5º Batalhão da PM, tenente coronel Carlos Pereira.

Ao todo, cerca de duas mil pessoas entre mesários, técnicos de urnas, motoristas e colaboradores, trabalharam nas eleições em Petrolina. Na 145ª zona eleitoral, alguns mesários faltaram, mas foram imediatamente substituídos.

“Uma das eleições mais tranquilas e, de certa forma, já esperávamos isso porque o eleitor, hoje,  tem mais consciência das condutas que são vedadas pela legislação”, destaca o juiz da 144ª zona eleitoral de Petrolina, Cícero Everaldo Ferreira.

Mais Lidas