CHUVA

Homem morre afogado no interior

Do Jornal do Commercio
Do Jornal do Commercio
Publicado em 25/10/2010 às 7:29
NOTÍCIA
Leitura:

As chuvas que caíram no Estado este fim de semana causaram uma morte, na Zona Rural de Belo Jardim, no Agreste pernambucano. O agricultor Natalício João de Melo, 64 anos, foi arrastado por cerca de um quilômetro pela correnteza de um córrego, localizado próximo ao sítio onde morava. O corpo foi encontrado ontem, por volta das 5h. Ele foi visto pela última vez na noite de anteontem, quando bebia em um bar. No Recife, houve diversos pontos de alagamento e semáforos quebrados. Na capital, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 12,4 milímetros, das 9h de anteontem até o mesmo horário de ontem. Cada milímetro corresponde a um litro de água por metro quadrado.

Ontem, os meteorologistas do Inmet não souberam informar os índices de precipitação pluviométrica em Belo Jardim. Dos municípios que tiveram os dados informados pelo instituto, Arcoverde, com 20,8 milímetros, foi onde choveu mais. Em seguida, veio Garanhuns, com 13,7 milímetros. A previsão do Inmet para Pernambuco, hoje, é de tempo nublado a parcialmente nublado, com pancadas de chuva e possíveis trovoadas isoladas no Oeste, e chuva fraca nas demais áreas. A temperatura mínima prevista é de 18ºC e a máxima de 34º.

Segundo o policial civil Fernando Gonçalves, da delegacia de Belo Jardim, houve chuva forte na cidade de sábado para domingo. “O córrego onde o corpo de Natalício foi encontrado estava muito cheio, com o nível bem acima do normal”, informou. De acordo com o agente, o corpo do agricultor foi parar no sítio Jurema, aproximadamente um quilômetro distante do sítio Bituri, onde vivia. Ainda segundo ele, a polícia não trabalha com a hipótese de homicídio. “Tudo indica que ele foi arrastado pelas águas e morreu afogado”, disse Gonçalves. O cadáver foi levado por volta das 8h para o Instituto de Medicina Legal de Caruaru, também no Agreste.

As Coordenadorias de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) e do Recife (Codecir) e o Corpo de Bombeiros não registraram nenhum incidente relacionado com as chuvas ontem.

TRÂNSITO

Na capital pernambucana, quem saiu de casa teve problemas com o trânsito. Corredores importantes como a Avenida Mascarenhas de Moraes, na Imbiribeira, Avenida Conselheiro Aguiar e Domingos Ferreira, em Boa Viagem, Avenida Antônio de Goes, no Pina, na Zona Sul, Avenida Norte, na Zona Norte, Avenida Caxangá, Zona Oeste, e Avenida Conde da Boa Vista, no Centro da cidade, apresentaram pontos de alagamento durante parte da manhã. O trânsito ficou lento e alguns carros quebraram no meio do caminho.

Houve registros também de semáforos quebrados, no início da manhã, no bairro de Boa Viagem. Procurada pela reportagem, a assessoria da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) confirmou as ocorrências, mas não informou quantas foram registradas. A causa, segundo o órgão, foi a queda de energia na região, em decorrência das chuvas. Todos os equipamentos foram religados ainda na manhã de ontem.

Mais Lidas