SÉRIE C

Empate não tira ânimo do Salgueiro

Do Jornal do Commercio
Do Jornal do Commercio
Publicado em 01/11/2010 às 13:29
NOTÍCIA
Leitura:

O empate por 1x1 na partida de ida das semifinais, no sábado (30), contra o ABC, no Arruda, não diminuiu o otimismo do Salgueiro com relação ao sonho de chegar à inédita final da Série C. Isso porque o Carcará já deu provas, dentro da própria competição, de que pode surpreender. Os maiores exemplos foram nas vitórias diante de Alecrim-RN e Paysandu, fora de casa, determinantes no acesso à Série B.

Para chegar à decisão, os sertanejos precisam da vitória ou empate a partir de 2x2, sábado, no Frasqueirão. Igualdade por 0x0 classifica o ABC. Novo 1x1 leva a disputa para os pênaltis.

“Assim que acabou a partida falei com os jogadores que para o Salgueiro nada foi fácil. E não será agora. Estamos vivos e confiantes. Principalmente porque fizemos uma boa partida. Apesar de jogar com um homem a menos durante a maior parte da partida (o meia Paulinho foi expulso aos 22 minutos do 1º tempo) merecíamos ter vencido. Outro detalhe é que temos atuado melhor fora de casa”, destacou o técnico Cícero Ramalho.

Curiosamente, o Salgueiro está tendo aproveitamento similar atuando tanto como mandante quanto como visitante. Jogando em casa (contabilizando o jogo de sábado, no Arruda) o time obteve duas vitórias, três empates e uma derrota (50% de aproveitamento). Já longe da sua torcida foram duas vitórias, um empate e duas derrotas (46,6% de rendimento).

Outro fator que ajuda no otimismo dos sertanejos fica por conta dos retornos do goleiro Marcelo, do volante Rodolfo Potiguar e dos meias Clébson e Edu Chiquita, que não atuaram contra o ABC por estarem suspensos. “Passo a ter um leque de opções bem maior com a volta desses jogadores”, comemorou Cícero, que por falta de opções realizou apenas uma substituição na partida do Arruda. Por outro lado, o meia Paulinho e o lateral-esquerdo Serginho ficam de foram, também por suspensão.

Mais Lidas