Sport tem 20% de chances de subir e Náutico 40% de cair

NOTÍCIA
Leitura:

Nesta terça-feira (2) Sport e Náutico entram em campo pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, a 17ª do returno. A esta mesma altura ambos estavam em situações bem diferentes no primeiro turno. O Leão era o 13º, brigando para se distanciar da zona de rebaixamento. Já o Timbu ocupava a 7ª posição, mas estava próximo do G4.

Hoje, a situação é bastante diferente. Os dois times inverteram os papéis. Agora é o Sport quem luta para integrar o Top 4 da tabela, enquanto o Náutico agoniza a apenas dois pontos de entrar na zona perigosa.

Faltando seis jogos para o campeonato acabar, rubro-negros e alvirrubros têm missões difíceis para alcançar os objetivos nesta reta final. Com 18 pontos em disputa, o time da Ilha tem que conquistar, em tese, 14 para subir para a Série A. O Leão encara, pela ordem, Bragantino (na Ilha), São Caetano e Vila Nova-GO (fora), Santo André (casa), América-MG (fora) e Portuguesa (casa).

Embora brigue para não cair o Náutico tem vida menos árdua pela frente. Para escapar da queda precisa, segundo cálculos, conquistar seis pontos nos confrontos com Portuguesa (fora), Icasa e Ponte Preta (nos Aflitos), Brasiliense (f), Vila (casa) e Santo André (f). Duas vitórias e o timbu permanece na Série B em 2011.

Mas de acordo com o site Chance de Gol as chances de o Sport conseguir a vaga na Série A são de 20,4%. Bem menores que os concorrentes diretos pelas quatro vagas: os quase garantidos Coritiba, com 99.9 %, e Bahia com 97.4 %, além de Figueirense (97.3 %), e América MG (78.6 %). O mesmo site aponta o Náutico com 40,3% de riscos de cair para a terceirona, menor que os atuais integrantes do Z4, Ipatinga (50.2%), Santo André (88.0%), Brasiliense (92.0%), e América RN (98.6%).

As missões de rubro-negros e alvirrubros são difíceis, mas não impossíveis. Podemos terminar a temporada comemorando o acesso do Sport e a permanência do Náutico, porém há grandes chances de lamentarmos o não-acesso leonino e a queda timbu. É torcer para que o fim de ano do torcedor pernambucano não acabe com um peru insosso.

Mais Lidas