APREENSÂO

Noventa toneladas de lenha são apreendidas em cidades do Agreste

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 09/11/2010 às 8:17
NOTÍCIA
Leitura:

A Agência Estadual de Meio Ambiente, CPRH apreendeu cerca de 90 toneladas de lenha nas cidades de Jupí, Jucati e Lajedo, municípios do Agreste de Pernambuco que usam a caatinga para aquecer os fornos das casas de farinha.

A assessoria de imprensa da agência diz ainda que os fiscais emitiram 18 intimações e os infratores receberam um prazo de duas semanas para regularizar seu licenciamento na CPRH. A agência ambiental não revelou quando foi realizada a ação e quantas pessoas participaram.

Os técnicos da CPRH fizeram 23 apreensões, no total de 280 metros estéreos(de madeira empilhada), o que equivaleria às 90 toneladas de lenha. Entre as espécies da caatinga usadas como lenha estão jurema,angico,catingueira, e imbuara. Na saída de um dos estabelecimentos, em Jucati, os fiscais teriam flagrado um estoque de carvão irregular, com 65 sacos.

Em Garanhuns, também no Agreste do Estado, a equipe teria flagrado um caminhão com 10 estéreos de lenha.Após a abordagem, a lenha teria sido apreendida por ser proveniente de desmatamento irregular na região. Outra ação que a CPRH realizou ocorreu em Gravatá, ainda no Agreste do Estado. As equipes da agência ambiental e da Delegacia de Polícia do Meio Ambiente fizeram uma vistoria numa serraria  que fica na cidade que já havia sio autuada anteriormente por posse ilegal de toras da Mata Atlântica. No local havia 16 móveis confeccionados com madeira das espécies sucupira e sapucaia. Também apreenderam 16 pássaros, entres sábias, galos de campina,sanhaços e azulões.

Os responsáveis foram consuzidos à Delegacia. O dono da serraria vai responder por crime ambiental, já os pássaros foram levados para o Ibama. A madeira ilegal foi recolhida pela CPRH e deverá ser doada a matadouros.

Mais Lidas