QUADRILHA

Polícia desarticula grupo de extermínio no Sertão

Do JC Online do JC Online
Do JC Online
do JC Online
Publicado em 15/12/2010 às 8:30
Leitura:

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, através das Polícias Civil e Militar, desencadeou na manhã desta quarta-feira (15), a Operação denominada Capitão Gancho. A ação tem o objetivo de desarticular um grupo envolvido com a prática de tortura e homicídios no Sertão do Estado.

No total, foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e oito mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela 1.ª Vara Criminal da Comarca do município de Afogados da Ingazeira. Entre os presos, estão três policiais militares da região. Uma sexta pessoa integrante da quadrilha foi presa nessa segunda-feira (13), quando visitava a capital pernambucana.

O título da operação tem ligação com o nome da fazenda do líder da quadrilha, localizada na cidade de Afogados da Ingazeira. O local é conhecido como “Neverland”, a Terra do Nunca, do filme Peter Pan.

A operação aconteceu simultaneamente nas cidades de Afogados da Ingazeira, Sertânia e São José do Egito. Participam da operação cerca de 60 policiais, sendo 40 civis e 20 militares. São atribuídos ao grupo pelo menos três homicídios e vários crimes de tortura naquela localidade. Com a prisão dos suspeitos, a polícia espera agora elucidar outras mortes cujos indícios de autoria apontam para os envolvidos.

As diligências tiveram início em outubro de 2010. A investigação foi realizada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil. A diretoria geral de operações da Polícia Judiciária coordena toda a ação.


Mais Lidas