Buenos Aires

Assassinato de vereador pode ter tido motivação política

Do JC Online do JC Online
Do JC Online
do JC Online
Publicado em 20/12/2010 às 19:48
Leitura:

Um vereador do município de Buenos Aires, na Zona da Mata Pernambucana, foi assassinado na frente de casa na manhã desta segunda-feira (20). Pedro Virginio de Barros Neto (PTB) era presidente da Câmara de Vereadores da cidade e foi executado a tiros em Lagoa do Outeiro, no distrito de Buenos Aires.

O político estava reformando sua casa, colocando cerâmicas. Ele foi alvejado quando atravessava a rua para comprar os materiais em uma loja em frente à residência. Dois homens que estavam bebendo em um bar próximo foram os autores do crime, afirmam testemunhas. Os copos e garrafas utilizados pelos suspeitos foram recolhidos por peritos da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O delegado Alfredo Jorge, do DHPP, comandará as investigações. Segundo ele, ainda hoje deve ser elaborado um retrato falado dos criminosos, já que eles não se preocuparam em esconder o rosto.

Existe a suspeita que o atentado teve motivações políticas. O vereador fazia parte da bancada de oposição na Cãmara, mas mudou de lado e passou a apoiar os governistas. De acordo com o prefeito do município, Gislan Cavalcante (PSDB), Pedro Virgínio vinha recebendo telefonemas com ameaças há um mês.


Mais Lidas