CONSTRUÇÃO

Agreste Meridional será contemplado com um Parque Tecnológico

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 10/01/2011 às 12:30
NOTÍCIA
Leitura:

O município de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, receberá até o final deste ano, o Parque Tecnológico. O projeto contará também com a criação do Museu do Queijo de Coalho de Pernambuco e do Centro de Ensino de Ciências Tecnológicas. Além, da construção de um Centro de Convenções com auditórios e capacidade para mil pessoas. O parque beneficiará todo o Agreste Meridional.
 
O museu será um espaço que mostrará as tradições e cultura do homem do campo. O agreste meridional é conhecido como a Bacia Leiteira do Estado e, caracteriza-se principalmente, pela pecuária. O objetivo do local é mostrar a força econômica que o setor representa para Pernambuco.
 
O Instituto atuará desenvolvendo demonstrações de degustação e apreciação do queijo de coalho no museu e palestras e cursos no Centro de Ensino de Ciências Tecnológicas.
Já o Centro de Ensino de Ciências tem o objetivo de capacitar jovens da região, oferecendo cursos profissionalizantes voltados a cadeia produtiva leiteira.
 
O projeto será realizado através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente (Sectma) por meio de um convênio com o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Rural de Pernambuco (UFRPE) e Universidade de Pernambuco (UPE).
 
O projeto irá funcionar no prédio do Bom Pastor. O local passará por uma reforma orçada em R$ 18 milhões. Através de um convênio com a Sectma, o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) captou R$ 4 milhões para dar inicio à recuperação do prédio e implantação do Parque Tecnológico.

Mais Lidas