DECISÃO

Policiais militares acusados de tortura no Sertão são liberados por Habeas Corpus

Luiz Carlos Fernandes
Luiz Carlos Fernandes
Publicado em 12/01/2011 às 10:25
Leitura:

Os policiais militares Renato Márcio Gomes de Menezes e Willian do Prado Barbosa já estão em liberdade. A decisão foi do Tribunal de Justiça Militar, que julgou procedente o pedido de habeas corpus da defesa dos policiais na sexta-feira (7).  Assim, Willian e Renato responderão à justiça em liberdade.

Os PMs lotados no 23º BPM, em Afogados da Ingazeira, no Sertão, estavam presos preventivamente no Centro de Reeducação da PM CREED, no Recife, desde o dia 15 de dezembro, por determinação da Vara Criminal de Afogados da Ingazeira, envolvidos na denúncia de agressão contra Josiceiton Nobre da Silva.

As prisões aconteceram na Operação Capitão Gancho, que cumpriu cinco mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão domiciliar, expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca do município de Afogados da Ingazeira. Entre os presos estavam três policiais militares da região.


Mais Lidas