REAJUSTE

Passagens de ônibus e táxi ficam mais caras em Caruaru

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 27/01/2011 às 11:00
NOTÍCIA
Leitura:

Representantes das concessionárias de transporte público, do Sindicato dos Taxistas e da Autarquia de Defesa Social, Trânsito e Transporte de Caruaru (Destra) decidiram reajustar os preços cobrados pela passagem de ônibus e pela corrida de táxi. O aumento será de 12,5% para ônibus e de até 15% para táxis.

De acordo com a Destra, a elevação dos preços se deve, entre outros motivos, ao fato de há 27 meses não ter havido reajuste nas linhas de ônibus e ao aumento dos custos das empresas com combustível, lubrificantes, pneus e outros itens, além do reajuste salarial dos trabalhadores na casa dos 20%.

Com isso, a passagem, que atualmente custa R$ 1,60 subirá para R$ 1,80. A nova tarifa passa a vigorar a partir de 1°de fevereiro. Ainda de acordo com a Destra, as empresas estão obrigadas a renovar a frota em 25% dentro de 12 meses e cobrar tarifas especiais aos domingos e nos feriados de 1°de janeiro, 1°de maio, 7 de setembro e 15 de novembro, ao valor de R$ 1.

Mas não foi apenas na zona urbana que as linhas de ônibus sofreram reajuste. Na zona rural da cidade, as tarifas chegarão a uma elevação de 10,81%.

Em comunidades como Terra Vermelha, Murici, Sítio Taquara e Agreste de Pau Santo, por exemplo, a passagem sobe de R$ 2,35 para R$ 2,60.

Já as linhas de Lajedo do Cedro, Serra Velha, Serra Verde, Maniçoba e Xique-Xique sofrerão reajuste de R$ 2,80 para R$ 3,10.

Os usuários das comunidades de Malhada de Barreiras Queimadas, Itauna, Riacho Doce, Rafael, Patos, Juá e Lagoa Salgada terão aumento de R$ 3,70 para R$ 4,10.

TÁXI - E os usuários de táxi de Caruaru também vão sentir no bolso o reajuste das corridas nas bandeiras 1 e 2 já a partir do dia 14 de fevereiro.

A Destra informou que há três anos as tarifas não eram reajustadas. O quilômetro da bandeira 1 passa de R$ 2,30 para R$ 2,65 e a bandeira 2 passa de R$ 3,45 para R$ 3,97. A hora parada sobe de R$ 13,68 para R$ 15,80.

A justificativa para o aumento também é o reajuste do preço de itens como combustível e pneus. Os veículos terão agora que adaptar os taxímetros no Instituto de Pesos e Medidas – IPEM.

Mais Lidas