PRISÃO

Tabeliã é presa em Garanhuns acusada de desvio e apropriação ilegal de bens

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 23/02/2011 às 9:35
NOTÍCIA
Leitura:

Policiais da 1ª Delegacia de Garanhuns, Agreste de Pernambuco, prenderam na tarde dessa terça-feira (22) uma tabeliã acusada de desvio e apropriação ilegal de bens.

Segundo a polícia, Ana Cristina Melo Veloso, 44 anos, foi presa em cumprimento à mandado de prisão preventiva, sob a acusação do crime de peculato, quando exercia o cargo de tabeliã substituta do 3º Cartório de Notas, que fica no centro da cidade.

Segundo o Código Penal Brasileiro, o crime de peculato acontece quando o funcionário público apropria-se de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou também desviá-lo em proveito próprio ou alheio. A pena é de dois à 12 anos de reclusão e multa.

A tabeliã foi levada para a Colônia Penal Feminina de Buíque, também no Agreste do Estado.

Mais Lidas