4 vítimas

Polícia investiga participação de outra pessoa em massacre em Vitória

Do NE10
Do NE10
Publicado em 05/04/2011 às 17:07
NOTÍCIA
Leitura:

A polícia investiga a participação de um segundo suspeito no massacre ocorrido em Vitória de Santo Antão, Zona da Mata do Estado, na madrugada desta segunda-feira (4), que deixou dois mortos e dois feridos. Ítalo Diego da Silva Santos, de 19 anos, que matou Maria da Conceição dos Santos Silva, de 18 anos, Felipe da Silva Cavalcanti, de 17, e feriu Rodrigo Roberto da Silva, também de 17, e Amanda Micaela dos Santos, de 16, foi preso em flagrante por duplo homicídio e tentativa de assassinato nesta segunda-feira e pode não ter agido sozinho.

Segundo o supervisor da Delegacia de Vitória de Santo Antão, Ricardo Cisneiros, a polícia ainda investiga a participação de Rodrigo como co-autor dos crimes, que chegou a ser detido quando teve alta do hospital nesta segunda-feira, mas já foi liberado. A expectativa da polícia é ouvir a jovem sobrevivente e possíveis testemunhas para concluir as investigações.

De acordo com Ricardo Cisneiros, por conta das características bárbaras do crime - com estupro, uso de duas armas, e um incêndio - e da quantidade de vítimas, "a delegada Maria Betânia, que é titular da Delegacia de Polícia de Vitória de Santo Antão e está conduzindo as investigações ainda vai ouvir novamente as vítimas para confirmar que realmente só tenha havido a participação de um elemento no crime."

ENTENDA O CASO -
Segundo os sobreviventes, Ítalo, que é ex-namorado de uma das moças, invadiu a casa, localizada no bairro de Mário Bezerra, onde os adolescentes estavam e, motivado por ciúmes, prendeu os homens em um dos quartos e estuprou as garotas. Ele também atirou e golpeou os quatro com uma foice. Em seguida, ao incendiar o corpo de Felipe, acabou por tocar fogo no imóvel. Maria da Conceição dos Santos Silva, não resistiu aos ferimentos e morreu. Ela foi enterrada no cemitério de Vitória de Santo Antão nesta terça-feira (5). Já o corpo de Felipe da Silva Cavalcanti, que foi esquartejado, até o início da noite desta terça ainda não havia sido liberado pelo Instituto de Medicina Legal do Recife.

Rodrigo Roberto da Silva, que sobreviveu aos ataques, teve alta do Hospital Getúlio Vargas nesta segunda-feira (4), e Amanda Micaela dos Santos, 16, nesta terça (5).

Mais Lidas