SAÚDE

Belo Jardim implanta teste rápido de dengue

Do NE10
Do NE10
Publicado em 06/04/2011 às 8:30
NOTÍCIA
Leitura:

A partir da segunda quinzena desse mês, o Laboratório Municipal do Hospital Júlio Alves de Lira em Belo Jardim, Agreste de Pernambuco, vai realizar o teste rápido da dengue. Na região, esse procedimento só é realizado em Caruaru.

De acordo com o coordenador do Laboratório, Wiliam Filho, o teste rápido é uma ferramenta importante para o controle, diagnóstico e tratamento da doença. “A sensibilidade do exame varia em torno de 99% e o resultado sai entre 15 e 20 minutos”, garante ele.

Para fazer o teste, o paciente deve passar por uma triagem na urgência do Hospital, quando o médico identifica os sintomas da infecção, como dores de cabeça, no corpo e nas articulações, febre, diarreia e vômito. A partir disso, é feita uma coleta de sangue e o material é enviado para a análise no laboratório, que funciona em regime de plantão 24h e possui 20 profissionais, entre biomédicos, bioquímicos e técnicos. Após a confirmação do diagnóstico, o clínico poderá fazer a prescrição medicamentosa com mais segurança.

Para a diretora Municipal de Vigilância e Saúde, Cristina Pereira, a identificação correta dos casos de dengue é fundamental para identificar os focos da contaminação e evitar uma epidemia da doença. Desta forma, o trabalho de combate e prevenção poderá ser direcionado para os bairros nos quais os moradores foram vítimas do Aedes Aegypti. “No próprio Hospital já temos um núcleo epidemiológico, no qual coletamos todos os dados de infecções. Agora, vamos poder agir diretamente nos focos”, explica Cristina.

Apesar de toda preocupação da Secretaria de Saúde, o município está bem colocado no ranking da doença em Pernambuco. Segundo o portal do Ministério da Saúde, Belo Jardim tem o índice de infestação de 1.3, número bem abaixo de outras cidades como Bezerros com 10.2, Arcoverde com 3.4 e Caruaru com 2.8. “Embora, esse posto de 1.3 seja confortável, lançamos um mutirão de combate aos mosquitos, onde trabalhamos também aos sábados e domingos”, conta a Diretora de Vigilância e Saúde.

Mais Lidas