PESQUISA

Cesta básica sofre aumento de 6,31% em Pernambuco

Do NE10
Do NE10
Publicado em 07/04/2011 às 15:51
NOTÍCIA
Leitura:

O Procon Pernambuco realizou uma pesquisa de preço em 27 itens de maior participação na variação do valor médio da Cesta Básica do Recife e do interior do Estado. O levantamento foi feito em 22 estabelecimentos da Região Metropolitana, 9 em Cabo de Santo Agostinho, 22 de Caruaru e 12 de Vitória de Santo Antão.

O objetivo da pesquisa é oferecer ao consumidor pernambucano um instrumento auxiliar para a determinação de compras mais racionais do ponto de vista do preço, permitindo-o ter uma visão mais clara da incidência de cada produto sobre seu orçamento doméstico.

VEJA MAIS
» Resultado da pesquisa na RMR
» Resultado da pesquisa no interior

A pesquisa tomou como base a Cesta Básica mensal para uma família composta por quatro pessoas, sendo dois adultos e duas crianças. O Procon calculou ainda o impacto do valor médio da Cesta no salário mínimo de R$545, que foi de 40,30% na RMR, 40,48% em Caruaru, 39,85% em Vitória e 41,05% no Cabo.

De acordo com o levantamento, em relação ao mês anterior, a Cesta Básica sofreu um aumento de até 6,31%. O preço médio da Cesta Básica em março foi de R$ 219,65 na RMR.

A maiores diferenças percentuais encontradas na RMR foram no Pacote de 500g de Fubá (194,87%) e na Margarina 250g (184,29%). Já em Caruaru, os itens que apresentaram maior diferença foram o kg do Alho (278,48%) e o pacote da Lã de Aço (207,14%). No Cabo, o tubo de 90g de Creme Dental variou mais (134,12%). Em Vitória, a caixa de Sabão em Pó de 500g foi o produto que mais apresentou diferença (181,82%).

Mais Lidas