ECONOMIA

''É possível enomizar na Semana Santa'', garantem economistas

Núbia Silva
Núbia Silva
Publicado em 15/04/2011 às 15:10
NOTÍCIA
Leitura:

Apesar da desvalorização da moeda americana, os produtos que compõem a ceia da Semana Santa como bacalhau, vinho, azeite e o tradicional ovo de Páscoa ainda pesam no bolso do consumidor.

''O ideal é fazer as compras da ceia da Semana Santa, 15 dias antes, porque o cliente poderá encontrar mais variedades de produtos e assim fazer uma boa economia'', orienta o economista Robson Góis.

Para se ter uma ideia, o ovo de chocolate está em média 25% mais caro, ao menos é o que revela o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IBDC). O responsável por esse aumento, segundo o órgão, são os brindes supresas agregados ao produto.

Para os economistas, a melhor saída é comprar as tradicionais barras de chocolate que custam em média, quatro vezes menos que os ovos de Páscoa.

Segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), o bacalhau, por exemplo, sofreu uma queda de aproximadamente 20%; seguindo essa queda, veio o lombo que este ano está custando entre R$ 70 e R$ 80, valor que ainda permanece alto.

Ainda de acordo com os economistas, o ideal para esse caso seria comprar o bacalhau tipo salgado vendido por aproximadamente R$ 30. Já os ovos de chocolate caseiros também são uma excelente saída para os consumidores que querem economizar nessa época.

''Eu sempre procuro comprar um bacalhau mais barato. O valor fica por menos de R$ 30 e o vinho prefiro os nacionais, já que a garrafa é apenas R$ 14'', confessa a dona de casa Marlene Brandão.

Para os amantes de um bom vinho: o valor dos importados sofreu uma queda de 5%, segundo pesquisa divulgada em 2010 pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Mas, para quem vai fazer compras em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, o valor permanece alto. Em alguns mercados da cidade, o vinho importado pode ser encontrado por até R$ 50.

Mais Lidas