INOVAÇÃO

Tecnologia desenvolvida no Sertão começa a ser testada na África do Sul

Do NE10
Do NE10
Publicado em 21/04/2011 às 9:00
NOTÍCIA
Leitura:

Uma tecnologia de dessalinização de água desenvolvida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Semi-Árido ) em Petrolina, deve atravessar os mares e chegar até a África do Sul.

É que a partir de maio, começa a ser testado no País, o sistema que é composto por um equipamento de tratamento de água salobra, tanques para a criação de peixe e um espaço para cultivo da erva-sal, forrageira que se adapta a solos salinos. Um professor da North West University já visitou, inclusive, uma unidade demonstrativa do projeto. A iniciativa tem como principais focos permitir a oferta de água de boa qualidade e produção de alimentos em regiões áridas.

“Nossa intenção é poder oferecer meios de geração de renda, para isso é preciso criar estratégias que sustentem a produção de frutas em comunidades carentes da África do Sul. Daqui a dois meses implantaremos, em caráter experimental, o sistema criado pela Embrapa. Se tudo correr como planejado, em um ano e meio começaremos a instalação de projetos pilotos em comunidades rurais”, enfatiza o professor  Mbhuti Hlope. Na cidade de Mandiobogo Village, o professor já realiza experimentos com um dessalinizador que leva água para alunos de uma escola primária.

“O grande objetivo dele é desenvolver tecnologias, a exemplo de novas membranas usadas no processo de dessalinização, para oferecer aos moradores da área semiárida de seu país uma água de boa qualidade”, explica o pesquisador Paul Hermann, da Embrapa Instrumentação Agropecuária, que acompanhou a visita de Mbhuti à região do sertão do São Francisco.

Mais Lidas