PARALIZAÇÃO

Servidores da Embrapa cruzam os braços em Petrolina

Do NE10
Do NE10
Publicado em 21/06/2011 às 14:14
NOTÍCIA
Leitura:

Até esta quarta-feira (22), servidores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) devem permanecer de braços cruzados numa paralisação de advertência.

O movimento teve início nesta segunda. Em Petrolina, Sertão de Pernambuco, de acordo com representantes do comando de greve, a iniciativa teve adesão de 90% dos funcionários do órgão. ''São cerca de 300 pessoas que estão aderindo à paralisação. Nesta quarta devemos fazer alguma manifestação no centro de Petrolina, pode ser até distribuindo algum gênero alimentício que tenha sido resultado de pesquisas desenvolvidas na instituição'', adianta um dos representantes do comando de greve do Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário (Sinpaf), Carlos Santos.

Questões salariais, isonomia de direitos para os empregados e democratização da gestão da empresa são alguns itens que fazem parte das reivindicações dos servidores.

''Foram quase dois meses de negociações com os dirigentes da Embrapa, sem que houvesse uma apresentação de propostas que sejam condizentes com nossa situação. Queremos também que haja uma gestão democrática da empresa pois, por incrível que pareça, técnicos, trabalhadores, cientistas em nenhum momento são chamados para indicar ou sugerir nomes para a gestão da empresa'', explica Santos.

Mais Lidas