VIOLÊNCIA

Mulher acusada de queimar filha com óleo quente no Interior

Pedro Romero
Pedro Romero
Publicado em 08/07/2011 às 16:49
NOTÍCIA
Leitura:

Uma moradora de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, está sendo acusada de torturar e queimar com óleo quente a própria filha, de apenas oito anos de idade. A menina está internada em um hospital da cidade com queimaduras de segundo grau no rosto e ferimento em uma das coxas. Izabel Cristina da Silva, 30 anos, alegou que foi um acidente, mas foi indiciada por tortura.

A criança deu entrada no Hospital Materno Infantil Silvio Romero Gonçalves na noite dessa quinta-feira (7). Ela apresentava queimaduras de segundo grau na face e uma marca de queimadura em uma das coxas. De acordo com funcionários da unidade de saúde, a menina foi medicada e passa bem. Ainda não há previsão de alta. A família mora no Bairro Santo Agostinho.

De acordo com a polícia, a queimadura pode ter sido proposital. ''Além da queimadura no rosto há uma marca na perna que deve ter sido provocada por uma colher quente'', disse o delegado Magno Neves.

Izabel Cristina prestou depoimento ontem e apesar de ter afirmado que se tratou de um acidente foi indiciada por tortura. Se condenada, pode cumprir pena que varia de dois a oito anos. Ela foi encaminhada ao Presido Feminino de Buíque, no Sertão. A menina está sendo acompanhada por familiares e pelo Conselho Tutelar do município.

Mais Lidas