PESQUISA

Cai número de trotes no Samu Petrolina

Do NE10
Do NE10
Publicado em 25/07/2011 às 15:20
NOTÍCIA
Leitura:

Trabalho de conscientização junto à comunidade e aquisição de novos aparelhos telefônicos com identificador de chamada são apontados como dois fatores decisivos para a diminuição – no último mês de junho -  no número de trotes para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Petrolina, Sertão do Estado. De acordo com informações da secretaria de Saúde do município, as ligações falsas saíram de um patamar de 50% para 26,6%.

''Temos uma equipe treinada para reconhecer quando uma chamada não passa de um trote, mas existem também aquelas pessoas que passam uma situação para os nossos reguladores que termina parecendo um chamado real e as vezes chegamos a deslocar uma equipe para atender a uma ocorrência que não existe. Agora, com equipamentos novos, com o identificador de chamada, ficará mais fácil, pois teremos em mãos o número de quem está ligando e assim poderemos tomar as medidas cabíveis'', destaca a secretária de Saúde, Lúcia Giesta.

Segundo estatísticas do órgão em Petrolina, este ano já foram acionadas 39.745 ligações, sendo que destas 14.737 foram trotes. Em 2010, das mais de 69.700 chamadas que o SAMU recebeu, 28.953 foram de ligações falsas. De olho nestes números e com a proposta de reduzir os trotes, os profissionais do SAMU também realizam atividades educativas junto à comunidade, através de palestras. Alunos de escolas da região, sobretudo, são alvo da iniciativa, que busca mostrar o dia a dia das equipes e como um trote pode prejudicar o atendimento a algum paciente que realmente precisa do serviço de urgência.

Mais Lidas