EVENTO

I Simpósio de Oncologia do Agreste reunirá profissionais de saúde no interior

Do NE10
Do NE10
Publicado em 19/08/2011 às 9:20
NOTÍCIA
Leitura:

Estão abertas as inscrições para o I Simpósio de Oncologia do Agreste, que acontecerá entre os dias 26 e 27 de agosto. O evento acontecerá no auditório do Caruaru Park Hotel, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Vários especialistas e estudantes da área de saúde estarão reunidos para discutir sobre os diferentes tipos de câncer, diagnóstico e formas de tratamento.

Entre os temas que serão levantados pelos palestrantes estão o câncer de mama, o câncer ginecológico e o câncer urológico. Segundo a médica oncologista Cristiana Tavares, “Este é o momento de mobilizar as pessoas em torno do entendimento sobre o câncer e suas divisões dentro de cada especialidade. Teremos vários especialistas discutindo o câncer e suas implicações durante o processo de acompanhamento do paciente, desde o diagnóstico à recuperação. E nosso objetivo é levar a idéia de que quanto mais nos envolvermos em discussões como essas, maior será a possibilidade de garantirmos atendimento especializado ao paciente que enfrenta a doença”.

Entre os temas que entrarão em pauta, está o câncer de mama. Segundo informações divulgadas pelo INCA, esse tipo de câncer pode ser definido como o desenvolvimento anormal de células da mama. Essas células se multiplicam repetidamente até formarem um tumor maligno. A doença tem cura, caso seja descoberto logo no início. O sintoma mais comum é o aparecimento de um caroço acompanhado ou não de dor. A pele da mama tende a ficar parecida com a casca de uma laranja. Pode aparecer também caroços embaixo do braço. No entanto, os médicos e o próprio INCA alertam para o fato de que, nem todo caroço pode ser considerado como câncer de mama. Para ter um diagnóstico seguro, a paciente deve procurar o médico. Toda mulher com mais de 40 anos deve realizar anualmente o exame de mamografia, que poderá identificar ou não se há alteração na mama. Além disso, toda mulher com idade entre 50 e 69 anos, deve fazer, pelo menos, a cada dois anos, o exame de mamografia.

Mais Lidas