OPERAÇÃO

Delegacia da Mulher fecha clínica onde eram feitos abortos em Caruaru

Do NE10
Do NE10
Publicado em 02/09/2011 às 10:29
NOTÍCIA
Leitura:

Uma ação realizada pela Delegacia da Mulher em Caruaru, no agreste de Pernambuco, fechou uma clínica onde eram feitos abortos clandestinos. Quatro pessoas foram presas durante a ação que começou na noite dessa quarta-feira (31) e deve ser concluída nesta sexta-feira (02).

Foram presos a estudante de enfermagem Débora Lopes de Melo Vieira, 19 anos, o comerciante Luiz Felipe Lopes Santos, 20, o empresário Rinaldo Junior de Araújo, 40 anos, e a cozinheira Iarajane Cavalcante da Silva, 38 anos, apontada como a dona da clínica abortiva, que já vinha sendo investigada pelo mesmo tipo de crime.

De acordo com a polícia, Débora teve um relacionamento com Luiz Felipe e engravidou. Ele então passou a pressioná-la para abortar. Rinaldo teria intermediado o procedimento levando eles até a casa de Iarajane que faria o aborto na jovem, grávida de quatro semanas.

O grupo foi denunciado e a policia civil agiu rapidamente evitando o aborto. Na casa de Iarajane foram encontrados instrumentos cirúrgicos e medicamentos. Todos os envolvidos foram levados para a Delegacia da Mulher, onde foram autuados em flagrante.

Apenas Débora pagou fiança de R$ 20 mil e foi  liberada. O valor arbitrado para os demais envolvidos foi de R$ 40 mil, como não pagaram, Rinaldo e Luiz Felipe foram encaminhados para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza; já Iarajane foi levada para a Colônia Penal Feminina em Buíque, no sertão do Estado.

Mais Lidas